Especial Assembleia-Geral da EDP

Mexia sobre alianças com CTG no Brasil: “Tudo está em aberto”

“É óbvio que tudo aquilo, e só aquilo que crie valor para todos os acionistas da EDP, tem sido feito e será feito”, referiu o CEO. “A América Latina já é hoje uma área de colaboração, temos vários projetos em conjunto… e estamos a trabalhar em conjunto [com a CTG] para entrar em novos mercados”.

Mexia: “Resultado da AG é da exclusiva responsabilidade dos acionistas. Parceria com CTG é para manter”

As declarações do presidente executivo da EDP tiveram lugar após o fim da assembleia-geral de acionistas que ditou o fim da OPA lançada pelos chineses da CTG. “As conclusões da AG são naturais”, afirmou António Mexia.

Acionistas da EDP elegem Palha da Silva para presidente da Assembleia Geral

A EDP estava sem presidente da mesa desde julho, quando António Vitorino deixou o cargo para ir liderar a Organização Internacional das Migrações. Palha da Silva, que é CEO da Pharol, entra também para o Conselho Geral e de Supervisão da energética.

Acionistas da EDP chumbam desblindagem do limite de votos. OPA da CTG morre

O fim do limite de 25% do direito de votos por acionista era uma condição de lançamento da OPA chinesa. A CTG disse no início da semana que não prescinde dessa condição, portanto o ‘chumbo’ da ‘desblindagem’ significa a ‘morte’ da oferta.

Ordenado de António Mexia pode atingir os 2,57 milhões este ano

A remuneração máxima possível do presidente executivo para este ano mantém-se igual à de 2018. Para atingir os 2,57 milhões, o líder da EDP tem de cumprir vários objetivos A remuneração fixa de António Mexia mantém-se nos 800 mil euros.

Acionistas da EDP aprovam dividendo de 19 cêntimos por ação

A aprovação vai permitir à empresa liderada por António Mexia pagar um total de 694,74 milhões de euros em dividendos relativos ao exercício de 2018. O dividendo por ação é idêntico ao do ano anterior, e a EDP já afirmou que vai pagar pelo menos 0,19 euros por ação por ano até 2022.
Ver mais artigos