105 vínculos precários do SESARAM com situação regularizada

Desses contratos precários que serão agora regularizados 70 são de assistentes operacionais, três de assistentes técnicos, oito de técnicos superiores, 13 de técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, e 11 a técnicos superiores de saúde.

É regularizada esta sexta-feira o vínculo de 105 trabalhadores com contrato precário no Serviço Regional de Saúde (SESARAM).

Destes contratos que serão regularizados 70 dizem respeito a assistentes operacionais, três a assistentes técnicos, oito a técnicos superiores, 13 a técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e 11 a técnicos superiores de saúde.

A regularização, diz o executivo, faz parte da “estratégia de combate à precariedade laboral”.

O executivo adianta que serão admitidos no SESARAM 64 enfermeiros e existe a possibilidade de nos próximos 18 meses existirem “mais duas centenas destes profissionais”.

É de recordar que mais recentemente o SESARAM tinha chegado a acordo com o Sindicato dos Enfermeiros da Madeira (SERAM) para harmonizar os contratos do sector público, privado, e contratos individuais de trabalho em áreas como a avaliação do desempenho, acesso aos concursos, e descongelamento das carreiras.

 

Ler mais
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários