25 famílias mais ricas detêm 10% da economia portuguesa

A família Amorim e o clã Soares dos Santos mantêm-se no primeiro e segundo lugares do ‘ranking’, respetivamente. Os herdeiros Azevedo regressam ao pódio, atirando os Guimarães de Mello para o quarto lugar.

3,8 mil milhões

A fortuna das 25 famílias ricas de Portugal soma 17,9 mil milhões de euros, ou seja, 10% do produto interno bruto (PIB) do país no ano passado, segundo à última edição do ranking da Revista Exame. O valor fica, no entanto, abaixo dos 18,8 mil milhões do ano passado, segundo a lista publicada na edição de agosto da publicação.

A família Amorim mantém-se no topo, enquanto a família Azevedo regressou ao pódio, conquistando o terceiro lugar.

Os herdeiros de Américo Amorim – detentores da Corticeira Amorim e de ativos da Galp – foram, em 2017, os mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3.849 milhões de euros. Seguiu-se a família de Alexandre Soares dos Santos, presidente da Jerónimo Martins, com 1.819 milhões de euros. Ambos mantiveram as posições em relação ao ano passado.

Os herdeiros de Azevedo voltaram ao terceiro lugar no ranking, destronando a família de Vasco de Mello. A riqueza de Cláudia Azevedo, Nuno Azevedo e Paulo Azevedo foi avaliada pela Exame em 1.463 milhões de euros, enquanto os Guimarães de Mello detêm 1.456 milhões de euros.

Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários