500 euros por turnos de 10 horas: Estágios de verão do Pingo Doce geram polémica

É a polémica do momento nas redes sociais: estágios remunerados no valor de 500 euros líquidos para turnos de 10 horas. Pingo Doce já respondeu.

Pingo Doce

A Jerónimo Martins abriu um programa de estágios de verão para o Pingo Doce do Algarve mas esta iniciativa está a gerar grande indignação, sobretudo pelos valores envolvidos: 500 euros líquidos por turnos diários de 10 horas, um valor abaixo do salário mínimo nacional.

De acordo com notícia publicada hoje no site AbrilAbril, que acedeu a um documento interno que chegou às redes sociais, e gerou alguma celeuma, o Pingo Doce terá pedido aos seus colaboradores que pudessem sugerir pessoas para o programa Academia de Retalho, direcionado a familiares dos 18 aos 25 anos de colaboradores da Jerónimo Martins.

Fonte oficial do Pingo Doce, contactada pelo Dinheiro Vivo, realçou que os pedidos foram feitos pelos próprios colaboradores que “gostariam que os seus filhos pudessem ter uma experiência real do mundo do trabalho”.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários