A23 envolta contratos “nebulosos”

A União dos Sindicatos de Castelo Branco (USCB) disse que o contrato para a mudança do regime de concessão da autoestrada da Beira Interior A23, negociado entre o Governo e a Scutvias, é “nebuloso” e “manhoso”. “Estamos perante um processo nebuloso e manhoso, pois está a ser cozinhado em segredo, fora do escrutínio público e […]

A União dos Sindicatos de Castelo Branco (USCB) disse que o contrato para a mudança do regime de concessão da autoestrada da Beira Interior A23, negociado entre o Governo e a Scutvias, é “nebuloso” e “manhoso”.

“Estamos perante um processo nebuloso e manhoso, pois está a ser cozinhado em segredo, fora do escrutínio público e sem o necessário controlo da Assembleia da República”, refere o coordenador da USCB, em comunicado enviado à agência Lusa.

Luís Garra reagiu assim às recentes declarações do secretário de Estado Adjunto e do Orçamento, Hélder Reis, no Parlamento, onde afirmou que o Governo prevê arrecadar cerca de 66 milhões de euros em 2015 com a concessão da A23.

“A própria inscrição dos 66 milhões de euros no Orçamento do Estado (OE) para 2015 é genérica e não fosse a atenção e o questionamento dos deputados e nada seria dito”, adiantou.

 

OJE/Lusa

Ler mais
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?