Albuquerque acusa esquerda de criar bonecos articulados na Madeira, telecomandados a partir de Lisboa, para atrofiar autonomia

Num encontro com militantes do PSD Albuquerque disse ainda que Cafôfo “não diz nada” porque se o fizesse “teria que se pronunciar sobre as questões da Região e assumir posições”.

O presidente do PSD Madeira, Miguel Albuquerque, num encontro com militantes teceu críticas à esquerda por esta estar a criar um conjunto de bonecos articulados a partir de Lisboa com o objectivo de de atrofiar a autonomia da Madeira. O social democrata alerta para a necessidade de lutar e preservar a autonomia seja contra quem for.

Ficaram ainda críticas ao candidato do PS Madeira ao Governo Regional, Paulo Cafôfo, por não abrir a boca. Albuquerque diz que o autarca não o fiz porque se o fizesse teria que se “pronunciar sobre as questões da Região e assumir posições”. O social democrata acrescenta que o que “está na forja é a esquerda criar na Madeira um conjunto de bonecos articulados, telecomandados a partir de Lisboa, para a atrofiar a autonomia”.

No encontro com militantes Albuquerque voltou a abordar o dossier TAP referindo que os cancelamentos da companhia aérea são “uma vergonha” mas é “aquilo que se pode esperar” de um partido socialista “que fez a reversão da privatização da companhia e que voltou a colocar o capital do Estado como maioritário”.

O social democrata esclarece que os cancelamentos para a Madeira são mais baratos e acusa a TAP de não olhar sequer para “a situação dos madeirenses que ficam jogados no aeroporto e que são tratados como gado” e critica o Esrado por não intervir neste assunto “para por a administração na ordem”,

Ficaram ainda promessas para obras em Santa Cruz como “um campo de jogos na Ribeira da Boaventura, o auditório da Escola do Caniço e a cobertura da escola primária, além de um parque, na zona do Garajau, com 15 mil metros quadrados com zonas de lazer, pista de skate e pista de corrida, a rotunda para as Figueireinhas”, disse albuquerque.

A intenção passa ainda por “alargar o período de funcionamento” de centro de saúde do Caniço, referiu o social democrata. Na camacha vai existir 3,5 milhões de euros para “melhoramentos da estrada regional entre a Camacha e o Santo da Serra”, e serão ainda “realizadas obras no centro de saúde”, disse o social democrata.

“Estamos a fazer aquilo que eles no continente não fazem”, afirmou Albuquerque.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários