Albuquerque vai a Lisboa para discutir fundos comunitários

Para o líder do Governo Regional é fundamental para as Regiões Ultraperiféricas (RUP) manterem o quadro de apoio designadamente o fundo de coesão como forma de assegurarem o desenvolvimentos das ilhas e das ultraperiferias.

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, viaja esta terça-feira para Lisboa para discutir os fundos comunitários para a Região Autónoma. Na agenda está o quadro de apoio europeu. O líder do executivo madeirense reforça a importância de as Regiões Ultraperiféricas (RUP) terem o fundo de coesão reforçado como forma de assegurar o desenvolvimento do seu território.

Albuquerque afirma que as negociações para o próximo quadro comunitário serão muito duras devido à saída do Reino Unido da União Europeia.

Esta preocupação foi manifestada na passada segunda-feira aquando da cerimónia de assinatura de registos de pagamentos, ao abrigo dos programas de incentivos, no salão nobre do Governo Regional.

“O Reino Unido contribuía com 15 mil milhões de euros para o orçamento”, explicou o governante. “A nossa posição é mantermos tudo aquilo que é fundamental”, clarificou.

Albuquerque realçou a importância de transmitir essas necessidades ao presidente da Comissão Europeia, ao Governo da República, e aos estados membros da União Europeia.

“As RUP precisam de manter o quadro de apoio que têm tido designadamente o fundo de coesão”, alertou. “É fundamental reforçar o fundo de coesão porque são assim conseguiremos assegurar o desenvolvimento integral das ilhas e das ultraperiferias”, destacou.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários