PremiumAliança da Carrefour e Tesco reforça pressão sobre fornecedores

O retalho mundial está a mudar. Há mais fusões e a criação de centrais de compras, para combater os ‘discounters’ e novos ‘players’, como a Amazon.

2018 ficará para a história mundial do setor do retalho como o ano das grandes alianças e aquisições que têm vindo a redesenhar o modelo de negócio e a operar alterações, sobretudo, na dinâmica dos custos, tendo como meta final uma efetiva redução de preços.

Depois de no Reino Unido a J. Sainsbury avançar para a compra da Asda à WalMart, o setor voltou a mexer com as movimentações das francesas Auchan, Casino e Schiever que celebraram uma parceria com a alemã Metro nas compras de produtos a fornecedores.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Makro reforça ligação a empresários de hotelaria e restauração

O objetivo da cadeia grossista é reforçar a relação com os seus clientes, donos de negócios próprios, dando visibilidade a empresários do setor hoteleiro e da restauração a nível nacional, de forma a promover a gastronomia em Portugal.

Mercadona chegou ao Norte mas não bate concorrência. Estes são os supermercados mais baratos

A Deco comparou os preços dos supermercados onde as duas primeiras lojas da cadeia espanhola abriram no país, em Matosinhos e Canidelo. Jumbo mantém-se na liderança.

Continente vai apresentar hoje “o futuro da alimentação”

A marca de grande distribuição do Grupo Sonae MC vai apresentar mais uma categoria de marca própria, a ‘Continente FoodLab’.
Comentários