Altice diz que novo conselho não substituirá canais de comunicação com trabalhadores

Os membros do conselho consultivo para o desenvolvimento dos recursos humanos e das relações laborais da Altice Portugal tomaram posse esta quinta-feira. Órgão é co-presidido por Silva Peneda e João Proença.

O presidente executivo da Altice Portugal garantiu esta quinta-feira que o recém-criado conselho para as relações laborais não vai substituir os canais de comunicação que a empresa tem com os sindicatos e com a comissão de trabalhadores.

Alexandre Fonseca, que falava durante a cerimónia de posse dos membros do conselho consultivo para o desenvolvimento dos recursos humanos e das relações laborais da Altice Portugal, garante que a função do novo organismo “é acrescentar” ao que já existe.

O conselho consultivo tem cinco membros e é co-presidido pelo antigo ministro do Emprego e da Segurança Social do governo de Cavaco Silva e, também, ex-presidente do Conselho Económico e Social, José Silva Peneda, e pelo ex-secretário-geral da UGT João Proença.

A operadora de telecomunicações foi alvo, no ano passado, de protestos por questões laborais, particularmente devido à mudança de trabalhadores da Altice Portugal para outras empresas, recorrendo à figura jurídica de transmissão de estabelecimento, o que provocou polémica.

No discurso de posse, José Silva Peneda afirmou que se trata de um “projeto desafiante” e prometeu que o novo conselho vai “incomodar a comissão executiva da Altice Portugal, no bom sentido, com propostas”.

João Proença afirmou também, tal como o CEO da Altice Portugal, que o novo conselho não vai interferir diretamente nas relações entre a empresa, os sindicatos e a comissão de trabalhadores.

Avisou, ainda, que, para que a estrutura seja útil, terá de “dar pareceres com grande qualidade” e será necessário, também, que “a comissão executiva dê atenção aos pareceres”.

Alexandre Fonseca disse que a iniciativa de criação do conselho teve concordância total entre os membros da comissão executiva da empresa e que traduz o “compromisso da política da Altice Portugal para com os recursos humanos”, sublinhando que a operadora elegeu “a estabilidade laboral como uma prioridade”.

O conselho consultivo para o desenvolvimento dos recursos humanos e das relações laborais da Altice Portugal é composto por três membros independentes, exteriores à empresa, e por dois elementos da própria operadora.

Tem como missão dar pareceres e fazer recomendações sobre questões relacionadas com os recursos humanos e com as relações laborais.

Ler mais
Relacionadas

Silva Peneda: “Queremos ajudar à paz social na Altice”

Silva Peneda e João Proença integram o conselho consultivo de relações laborais da Altice. Sindicato espera que tragam “maior abertura ao diálogo”.

Altice: trabalhadores esperam que Silva Peneda traga “maior abertura ao diálogo social” na empresa

“Silva Peneda tem o currículo e a experiência necessária para trazer diálogo social à empresa”, afirma José António Arsénio, em declarações ao “Jornal Económico”.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários