Altice: trabalhadores esperam que Silva Peneda traga “maior abertura ao diálogo social” na empresa

“Silva Peneda tem o currículo e a experiência necessária para trazer diálogo social à empresa”, afirma José António Arsénio, em declarações ao “Jornal Económico”.

Cristina Bernardo

O secretário-geral do Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Correios, Telecomunicações, Media e Serviços (Sindetelco) espera que a escolha do ex-presidente do Conselho Económico e Social (CES) José Silva Peneda para integrar o conselho de relações laborais da Altice, traga uma maior abertura ao diálogo social na empresa.

Em declarações ao “Jornal Económico”, José António Arsénio diz que “Silva Peneda tem o currículo e a experiência necessária para trazer diálogo social à empresa. Está habituado a lidar com ambas as partes – trabalhadores e administração – e esperamos que não se limite a servir de veículo de transmissão de factos consumados pela Altice”.

“Estamos disponíveis a discutir soluções e contamos com o conselho de relações laborais para fazer o mesmo”, afirmou.

José Silva Peneda desempenhou vários funções públicas de relevo. Foi deputado, ministro do Emprego e eurodeputado. Foi nomeado em 2009 presidente CES, cargo que ocupou até 2015. Depois disso, passou a conselheiro principal do presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker.

Economista de formação, vem juntar-se a outro “peso pesado” da concertação social, o ex-presidente da UGT, João Proença, no conselho que pretende “aumentar a eficiência nas relações entre os trabalhadores e a empresa”. José Arsénio acusa a Altice de “más práticas de responsabilidade social, desde a compra da Portugal Telecom (PT)” e indica que a empresa não é hoje bem vista interna e externamente.

“Portugal transformou-se quase num franchise da Altice e a questão de para onde vai o lucro da empresa preocupa os portugueses”, indica José Arsénio. “Este novo comité nomeado pela empresa será uma experiência nova e aguardamos por um diálogo social mais eficaz, que permita alcançar paz social e gerar consensos entre a administração e os trabalhadores”.

Ler mais
Relacionadas

Silva Peneda vai integrar conselho de relações laborais da Altice

José Silva Peneda, ex-presidente do CES e conselheiro de Jean Claude Junker, vai passar a integrar o conselho de relações laborais da Altice, sabe o Jornal Económico. Junta-se a outro “peso pesado” da concertação social que também faz parte deste conselho, João Proença, ex-presidente da UGT.

Receitas da Altice Portugal caem 1,8%, para 536 milhões, no quarto trimestre de 2017

Os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização da MEO recuaram 6,7% para 245 milhões de euros. A empresa francesa aponta para penalizações nas contas relacionadas com impactos regulatórios.

João Proença, escolha da Altice para gestão de relações laborais, não agrada aos sindicatos

Ex-secretário-geral da UGT João Proença vai integrar o conselho consultivo de relações laborais da operadora de telecomunicações Altice Portugal, adiantou o Jornal Económico. Decisão foi mal recebida pelos sindicatos.

Silva Peneda: “Com este caminho, o que vai acontecer é a morte” do PSD

Histórico social-democrata considera, em declarações ao Jornal Económico, que o partido “se fechou muito sobre si próprio”. E quando isso acontece nas instituições “normalmente definham e morrem”.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários