António Domingues: “O calendário final da capitalização [da CGD] resulta de decisão acionista”

“Quero agradecer a extraordinária experiência profissional, e pessoal, que me deram a oportunidade de viver. Em conjunto com uma extraordinária equipa de profissionais que me acompanhou”, escreve o ainda Presidente do Conselho de Administração e da Comissão Executiva da Caixa.

Cristina Bernardo

António Domingues que fica até à chegada de Paulo Macedo, tal como o Jornal Económico avançou, escreveu já uma carta aos trabalhadores da CGD  a fazer o balanço da sua curta presidência do banco (pouco mais de quatro meses). Nessa carta assume o protagonismo do plano de capitalização da CGD e o Plano Estratégico que vai ser implementado por Paulo Macedo e revela que o adiamento do Plano de Recapitalização, que nunca chegou a ser apresentado oficialmente, foi adiado por iniciativa do Governo. tal como o Jornal Económico noticiou em edição anterior todo o Plano de Recapitalização foi adiado para 2017.

“O plano de capitalização da CGD e o Plano Estratégico, construído pelas equipas da CGD, apresentado e negociado com o acionista e com as autoridades europeias, são os produtos visíveis de um programa de trabalho muito intenso que nos ocupou nos últimos meses, com vista a criar as condições para o crescimento sustentado da Caixa Geral de Depósitos. Cumprimos com os objetivos, a capitalização da empresa fora das ajudas de estado, e com os prazos definidos. O calendário final da capitalização resulta de decisão acionista”, escreve António Domingues.

“Foi uma experiência extraordinariamente rica, que não esquecerei”, revela.

A carta começa por se despedir dos colaboradores da CGD. “Este período corresponde, por coincidência, ao final do ano de 2016 e ao fim do meu mandato como Presidente do Conselho de Administração e Presidente da Comissão Executiva”, diz o banqueiro demissionário.

“Relativamente ao primeiro, quero felicitá-los pelo trabalho realizado e pelos resultados alcançados”, diz António Domingues. “Manter a confiança dos clientes e realizar a maior parte dos objetivos definidos num período particularmente difícil e num enquadramento, no mínimo, desafiante, testemunham o vosso profissionalismo e empenho”, acrescenta na carta.

“Quanto ao segundo, quero agradecer a extraordinária experiência profissional, e pessoal, que me deram a oportunidade de viver. Em conjunto com uma extraordinária equipa de profissionais que me acompanhou”, avança o ainda presidente da CGD.

 

Por fim acaba a carta dizendo: “Aproveito para desejar a todos um próspero ano de 2017 e os maiores sucessos pessoais e profissionais”.

Ler mais
Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários