BCP atinge novo mínimo histórico, Europa acorda no vermelho

O PSI 20 negoceia em terreno vermelho castigado pelos títulos da banca e do Grupo EDP.

Rafael Marchante/Reuters

A praça lisboeta perde 0,34% para os 4.635,45 pontos, numa altura em que os principais índices europeus também negoceiam no vermelho.

Entre os títulos que mais penalizam o PSI20 estão o BCP, que desvaloriza 1,44% para um novo mínimo histórico de 1,02 euros.

A EDP, que cede 0,26, enquanto a EDP Renováveis e a Galp perdem 0,56% também pressionam a bolsa. O banco liderado por Nuno Amado tem vindo a ser influenciada não só por fatores específicos como também pela evolução da situação do banco Monte dei Paschi di Siena.

Além do setor bancário, o petróleo tem captado as atenções, já que se aproxima a data de implementação do acordo entre membros e não membros da OPEP. Isto numa altura em que o Brent, que serve de referência às importações portuguesas, ganha 0,23% para os 57,09 dólares.

A sessão de ontem em Wall Street foi marcada pelo fecho em baixa dos índices norte-americanos, com o Dow Jones mais longe da linha dos 20.000 mil pontos.

O mercado japonês encerrou com uma desvalorização superior a 1%, penalizado pela apreciação do Iene e pela forte queda das ações da Toshiba.

No mercado cambial, o euro ganha 0,36% para os 1,0462 dólares.

Ler mais
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários