BE compara Albuquerque a Maduro e diz que Governo Regional tem falta de visão estratégica

O coordenador do BE Madeira diz que o executivo tem “falta de competência” para dirigir a Madeira e denuncia ainda as “vigarices” do PSD em dossiers como a dívida oculta, a concessão dos portos e o subsídio de mobilidade.

O BE Madeira afirmou que o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, imita Maduro “ao atirar culpas para a oposição e para o inimigo externo” para justificar o desastre da sua governação acusando ainda o executivo de ter falta de visão estratégica para a Região Autónoma.

O coordenador do BE Madeira, Paulino Ascensão, diz que o executivo madeirense tem “ausência de visão estratégica” para o futuro da Madeira e ainda “falta de competência” para gerir o presente da Região leva a que “lance culpas para a oposição e para o inimigo externo”.

Paulino Ascensão diz ainda que a festa do Chão da Lagoa foi “regada com alto teor etílico” e que por isso “surgiram acusações estapafúrdias”.

Ficam ainda acusações do bloquista que diz que o PSD é vendilhão por ter enterrado “a autonomia no buraco da dívida” e condenado “muitos madeirenses à pobreza e à emigração”.

A dívida oculta, o plano de ajustamento, o subsídio de mobilidade, as concessão dos portos, e as muitas obras inúteis feitas à pressa que “não trouxeram desenvolvimento”, mas “apenas dívida, desemprego e emigração”, que prejudicaram os madeirenses, foram algumas das “vigarices” apontadas por Paulino Ascensão referentes a medidas tomadas pelo Governo Regional.

O dirigente do BE Madeira diz que acusar Lisboa pelos males da Madeira é uma “tática caduca” que tenta “esconder a incompetência própria”, e a “subserviência aos grupos económicos”.

“Uma artimanha que é recorrente encontrar em governantes autoritários e imbecis e cujo objetivo não vai além da manter o poder pelo poder, sem qualquer compromisso com o interesse geral, como por exemplo Maduro na Venezuela, Kim na Coreia do Norte ou Erdogan na Turquia”, afirma o bloquista.

Ler mais
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários