BE Madeira vai propor duas alterações ao relatório da Comissão de Inquérito ao Banif

O deputado do BE Madeira, Rodrigo Trancoso, diz que não foi dado o devido relevo entre as discrepâncias nos depoimentos do antigo administrador do banco, Jorge Tomé, e de Jacinto Silva, da Associação de Lesados do Banif (ALBOA).

Rafael Marchante/Reuters

O BE Madeira vai propor que se proceda a duas alterações ao relatório da Comissão de Inquérito ao Banif que é apreciado e votado esta terça-feira.

O deputado do BE Madeira e vogal da Comissão de Inquérito ao Banif, Rodrigo Trancoso, diz, ao Económico Madeira, que é “extemporâneo” se concluir que “a falência do banco não foi por causa da dívida pública e da Fundação Social Democrata”.

“A lista de imparidades de crédito não cumprido tem os respectivos valores mas não identifica quais são as identidades”, explica Rodrigo Trancoso.

Rodrigo Trancoso diz que “não se sabe quem não estava a cumprir com as suas obrigações ao banco” reforçando que “não se sabe quem eram os devedores do Banif”.

A outra alteração que o BE Madeira vai propor ao relatório da Comissão de Inquérito refere-se “a uma maior relevância” entre as discrepâncias nos depoimentos do antigo administrador do Banif, Jorge Tomé, e de Jacinto Silva, da Associação de Lesados do Banif (ALBOA).

Rodrigo Trancoso refere que Jorge Tomé defendeu que os gestores de conta “tinham indicações” para não alocar mais de 20% do património dos clientes à venda de produtos de risco financeiro/ dívida subordinada.

O deputado do BE Madeira acrescenta que Jacinto Silva disse que “não foi isso que aconteceu”.

Rodrigo Trancoso realça que “é preciso deixar isso bem claro” no relatório da Comissão de Inquérito.

“No relatório não foi dado o devido relevo a essa discrepância”, esclarece.

Ler mais
Relacionadas

JPP defende prolongamento da comissão de inquérito ao Banif

O deputado do JPP, Carlos Costa, diz que era preciso ouvir muito mais pessoas entre as quais secretários regionais das Finanças e mais administradores do Banif. A comissão de inquérito aprecia e vota esta terça-feira o relatório.

Carlos Rodrigues: “O Banco de Portugal mostrou falta de respeito perante comissão de inquérito ao Banif”

O presidente da comissão de inquérito ao Banif, e deputado do PSD na Assembleia Regional, diz que nem sabe se os pedidos de audição chegaram ao governador do Banco de Portugal.
Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários