BNI Europa inicia a comercialização da Hipoteca Inversa em Espanha com a Óptima Mayores

A hipoteca inversa do BNI Europa chegou mais depressa a Espanha que a Portugal. É um crédito que se destina a pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, detentoras de um imóvel de habitação própria e que necessitam de liquidez.

Foto cedida

O Banco BNI Europa anunciou que vai iniciar a comercialização do produto Hipoteca Inversa em Espanha em parceria com a Óptima Mayores, principal consultor financeiro Espanha especializado neste segmento.

Em Portugal o BNI não conseguiu lançar o produto, mas em Espanha já está aprovado.

A hipoteca inversa é o contrário de uma hipoteca convencional. É destinada a um segmento sénior da população, tendencialmente com idade superior a 65 anos, e permite aos proprietários de uma habitação (livre de encargos, completamente ou quase na totalidade) obterem um empréstimo, dando a casa como garantia — mas continuando a residir nela. É uma forma de tirar partido do valor do património imobiliário, sem o vender ou alugar.

Caso as pessoas saiam da casa apenas em caso de morte, os herdeiros podem pagar a dívida se quiserem ficar com o imóvel ou têm um período para o vender e pagar a dívida ao banco. Caso contrário, será o banco a ficar com o imóvel para saldar a dívida, como acontece em qualquer crédito hipotecário.

Segundo Jorge Delgado, responsável pela área de Crédito Hipotecário, “a hipoteca inversa destina-se a pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, detentoras de um imóvel de habitação própria e que necessitam de liquidez, funcionando como um complemento à sua pensão.”

Como refere Pedro Pinto Coelho, CEO do Banco BNI Europa, “O Banco BNI Europa acredita que o mercado espanhol é particularmente interessante resultante da elevada percentagem da população detentora de imóvel de habitação própria e pelo facto da nossa oferta ser complementar ao produto de renda vitalícia já existente neste mercado.”

De acordo com Ángel Cominges, Diretor Executivo da Óptima Mayores, “a Óptima está muito satisfeita em poder colaborar com o Banco BNI Europa, por ser uma instituição financeira que aposta da inovação e está disponível para explorar soluções que vão de encontro às necessidades dos nossos clientes.”

 


 

Ler mais
Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários