Brasil estuda abrir processo contra China na OMC por medidas antidumping

A Câmara de Comércio Exterior brasileira aprovou esta quinta-feira a elaboração de estudos que podem levar a uma reclamação na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a decisão da China de restringir a importação de frango e açúcar brasileiros.

Em maio de 2017, Pequim impôs restrições ao açúcar brasileiro e, há um mês, adotou medidas antidumping (venda abaixo do custo de produção) sobre o frango brasileiro, por considerar que o país sul-americano pratica concorrência desleal.

Desde junho passado, os importadores chineses de frango brasileiro têm de pagar depósitos de 18,8% e 34,4% do valor das compras.

O Brasil é o maior exportador de frango do mundo e fornece mais de 50% do frango importado pela China.

“As medidas de defesa comercial adotadas pela China já foram alvo de oito disputas na OMC e o país asiático foi condenado em todos os casos”, afirmou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços brasileiro, em comunicado.

O Governo brasileiro afirmou já que a decisão de Pequim “carece de fundamento” e argumentou que as importações oriundas do Brasil “em nenhum momento” foram responsáveis pela queda das vendas dos produtores chineses, que cresceram continuamente durante o período sobre o qual incide a investigação.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários