Britânicos são os que mais visitam Cabo Verde nas férias

Mais de 23% dos turistas que visitaram Cabo Verde no passado vieram do Reino Unido, informa o relatório sobre as estatísticas do Turismo, divulgado pelo INE. Os portugueses ocupam o quinto lugar. 

O principal mercado emissor de turistas, no ano 2017, continua sendo o Reino Unido com 23,6% do total das entradas, a seguir vêm a Alemanha com 11,2%; Países Baixos e França representando igual percentagem, 9,7% e Portugal responsável por 9,5%.

No ano em apreço, em média, a taxa de ocupação-cama, a nível geral, foi de 58%, superior à registada em 2016 (55%). As ilhas da Boa Vista e do Sal tiveram as maiores taxas de ocupação –cama com 85% e 66%, respectivamente.

Cabo Verde aumentou, em 2017, a sua capacidade de alojamento com mais 42 estabelecimentos hoteleiros, um acréscimo de 18 por cento (%) face ao ano anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o inventário anual realizado pelo INE, durante o ano passado estiveram em actividade 275 estabelecimentos hoteleiros, que ofereceram uma capacidade de alojamento de 12.463 quartos, 20.421 camas e 26.987 lugares, traduzindo-se em acréscimos de 9,0%, 11,1% e 10,7% respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em termos de capacidade hoteleira por ilha, o maior aumento ocorreu na ilha de Santo Antão, com um acréscimo de 26 estabelecimentos. A ilha possui 68 estabelecimentos de alojamento turístico o que corresponde a 24,7% do total existente.

Seguem-se as ilhas de Santiago, S. Vicente, Fogo e Sal com 50, 45, 32 e 31 estabelecimentos, respectivamente, representando 18,2%, 16,4%, 11,6% e 11,3%.

Registou-se acréscimos também nas ilhas do Fogo, S. Vicente e Sal, com mais 10, 4 e 2 estabelecimentos a mais, face ao ano anterior. Nas restantes ilhas não se registaram variações.

Em relação ao tipo de alojamento, verificou-se maior aumento nas residenciais, com mais 28 estabelecimentos, face ao ano 2016. São seguidas dos hotéis (+5), pensões   hotéis apartamentos (+3) cada, aldeamentos turísticos (+2) e pousadas (+1).

Segundo o INE, os hotéis continuam a empregar o maior número de pessoas, representando cerca de 84,3% do total do pessoal. Seguem-se as residenciais e as pensões, com 4,6% e 4,0%, respectivamente.

A análise por tipo de estabelecimentos revela também que os hotéis continuam sendo os estabelecimentos hoteleiros mais procurados, representando 86,3% do total das entradas.

 

Ler mais
Relacionadas

Abriram mais 42 novos hotéis em Cabo Verde

Inventario anual do Instituto Nacional de Estatística indica que, ate final de 2017, Cabo Verde tinha 275 estabelecimentos hoteleiros em actividade, mais 42 do que no ano anterior, representando um acréscimo na ordem dos 18,0%. E com isso aumentou em 11,1% o número de camas.

TAP reforça voos para Cabo Verde

A transportadora aérea portuguesa TAP vai aumentar, a partir de Junho, para 24, o número de voos semanais para Cabo Verde.
Recomendadas

Cabo Verde Airlines arranca com nova operação inter-ilhas com as portuguesas Lease-Fly e Newtour

A companhia aérea cabo-verdiana, anunciou hoje uma “parceria estratégica” com as portuguesas Lease-Fly e Newtour para os voos domésticos entre ilhas naquele arquipélago e garantindo assim a conectividade ao ‘hub’ internacional na ilha do Sal.

Grupo militar na Renamo recusa entregar armas sem eleger novo presidente do partido

O líder do braço armado da Renamo que contesta a liderança do partido recusou hoje entregar as armas no quadro do acordo de paz assinado com o Governo sem que seja eleito um novo presidente da formação política.

Governo cabo-verdiano disponibiliza 15 mil contos para reabilitar escolas na ilha de Santiago

O governo de Cabo Verde vai, através do Ministério da Educação, conceder este montante para estabelecimentos de ensino nos concelhos do Tarrafal e Santa Catarina.
Comentários