Bruno Castro Henriques e Francisco Nogueira Leite mantêm-se na Parparticipadas

A Parparticipadas é uma das três sociedades criadas para retirar os activos problemáticos do BPN, que foi nacionalizado durante o Executivo de José Sócrates e de Fernando Teixeira dos Santos.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

A Parparticipadas anunciou a renúncia do Vogal não executivo do Conselho de Administração, Pedro Ventura e da Presidente do Conselho Fiscal, Maria Rosa Tobias Sá.

A composição do Conselho de Administração da Parparticipadas, SGPS, para o triénio 2015-2017 mantém como Presidente Bruno Castro Henriques e Francisco Nogueira Leite como vogal.

A composição do Conselho Fiscal também sofreu alterações, tendo saído o presidente da Mesa José Emílio Castel-Branco, tendo entrado para o seu lugar Cristina Freire e tendo-se mantido como vogais David António de Avelar e Miguel Mendes de Barros.

A Parparticipadas é a sociedade do Estado que ficou com as participações do antigo BPN, que foi vendido ao BIC. A Parparticipadas é uma das três sociedades (as outras duas são a Parups e a Parvalorem) criadas para retirar os activos problemáticos do banco nacionalizado durante o Executivo de José Sócrates e de Fernando Teixeira dos Santos (ex-Ministro das Finanças e actual presidente do BIC).

A venda do BPN ao BIC foi feita por 40 milhões de euros, já no governo seguinte.

Uma das participações da Parparticipadas era o Banco Efisa que continua à espera de autorização do regulador bancário para vender à Pivot SGPS.

Também a Parvalorem, outras das sociedades, anunciou os seus órgãos sociais para o triénio 2016 a 2018. No Conselho Fiscal o Presidente é Pedro Miguel Ventura, e os vogais são David de Avelar, João Lopes Ribeiro e como vogal Suplente Ana Paula Tita.

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Emílio Castel-Branco renunciou também aqui.

Estas mudanças ocorreram na Assembleia Geral realizada no passado dia 21 de novembro de 2016.

Ler mais
Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários