Casa da Liberdade homenageia Teixeira Pascoais

A Casa da Liberdade, em Lisboa, espaço museológico dedicado ao artista e poeta surrealista Mário Cesariny (1923 -2006) vai inaugurar esta sexta-feira, dia 31 de outubro, uma exposição dedicada a Teixeira de Pascoaes (1877-1952), intitulada “Teixeira de Pascoaes – Obra Plástica, Documentos Inéditos e Afinidades Contemporâneas”. No total serão apresentadas 50 obras plásticas inéditas da […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/staging.jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 876

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/staging.jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 876

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/staging.jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 876

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/staging.jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 876

A Casa da Liberdade, em Lisboa, espaço museológico dedicado ao artista e poeta surrealista Mário Cesariny (1923 -2006) vai inaugurar esta sexta-feira, dia 31 de outubro, uma exposição dedicada a Teixeira de Pascoaes (1877-1952), intitulada “Teixeira de Pascoaes – Obra Plástica, Documentos Inéditos e Afinidades Contemporâneas”. No total serão apresentadas 50 obras plásticas inéditas da sua autoria, que testemunham a ligação do poeta com Mário Cesariny – frequentador assíduo da casa do escritor, em Amarante. A mostra é de entrada livre e pode ser visitada de segunda a sexta, entre as 14h00 e as 20h00, até dia 20 de dezembro.

Data: Até 20 de dezembro

Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?