Catalunha: Supremo espanhol decide se candidato à presidência regressa à prisão

O Supremo Tribunal espanhol analisa hoje, em Madrid, se vários independentistas catalães devem regressar preventivamente à prisão, entre eles o candidato à presidência do Governo regional que falhou na quinta-feira essa eleição no parlamento regional.

Jordi Turull é um dos seis independentistas convocados pelo juiz que está a instruir o processo judicial sobre o seu envolvimento na tentativa frustrada de criação de uma República independente.

O magistrado vai comunicar aos suspeitos de crimes de rebelião e sedição os autos de acusação e irá analisar se deve tomar medidas cautelares.

Uma eventual detenção teria outras proporções políticas no caso de Jordi Turull, que já esteve detido preventivamente e que saiu da prisão depois de pagar uma fiança, se se apresentasse hoje no tribunal na qualidade de presidente eleito do Governo regional.

Na noite de quinta-feira, Turull apenas obteve 64 votos, enquanto 65 votaram contra, registando-se ainda quatro abstenções de um grupo de independentistas da extrema-esquerda antissistema, a Candidatura de Unidade Popular.

O Juiz convocou, para além de Jordi Turull, a ex-presidente do parlamento catalão Carme Forcadell, Marta Rovira, da Esquerda Republicana da Catalunha (socialista), e os ex-conselheiros (ministros regionais) Raúl Romeva, Josep Rull e Dolors Bassa.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários