“Celebrem as baixas taxas de natalidade!”. Outdoor em Sintra causa polémica

A empresa The Great Decrease afixou o mesmo cartaz na Holanda e em Singapura sob o pretexto de “olhar para o declínio da população sob uma nova perspetiva”.

DR

Foi colocado um cartaz em Sintra, perto do areal da Praia das Maçãs, que deixa um apelo à taxas baixas de natalidade. Em inglês, o poster exclama: “Celebrem as baixas taxas de natalidade!”, sendo que logo abaixo vem a assinatura do responsável pela campanha: The Great Decrease.

A empresa holandesa, em conversa com Renascença, esclareceu que afixou outros dois cartazes idênticos: um na Holanda, outro em Singapura. O critério de escolha para a afixação destes outdoor deveu-se ao facto de apresentarem baixas taxas de natalidade, sendo mesmo Portugal o país com a taxa mais baixa na Europa – 1,2%; na Holanda fixa-se em 1,6%, enquanto em Singapura está em 1,3%.

“The Great Decrease é um alerta para se olhar para o declínio da população sob uma nova perspetiva”, explica Sascha Landshoff à radio portuguesa. Também garante que cartazes como o da Praia das Maçãs, ou outros, com slogans como “Encolha-se em direção à abundância”, servem meramente para “encorajar as pessoas a adotarem o declínio da população”.

A empresa holandesa baseia-se no relatório do Departamento dos Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas para elaborar esta campanha. O relatório concluiu que a população mundial aumenta, todos os anos, em 83 milhões de pessoas. Com base nestes resultados, a ONU calcula que a população mundial, atualmente estacionada nos 7,6 mil milhões de pessoas, atinja os 9,8 mil milhões em 2050 e os 11,2 mil milhões em 2100.

“Este grande número de pessoas é a força motriz por trás dos principais problemas da atualidade, incluindo as mudanças climáticas, a perda de biodiversidade e a escassez de recursos”, defende Sascha Landshoff.

Diminuição das taxas de natalidade deve ser ”celebrada”, garante especialista

Contactada pela Renascença, fonte da presidência da Câmara Municipal Sinta garante que na passada sexta-feira a fiscalização da autarquia se deslocou ao local para “verificar a legalidade da situação”, admitindo a remoção do cartaz se a mesma não se verificasse. A mesma fonte explicou, depois, que referido outdoor “está legalizado, encontra-se em local licenciado e com os pressupostos legais cumpridos”, pelo que o Artigo 7.º do Código da Publicidade não foi violado, uma vez que “não ofende valores nem tem linguagem imprópria”.

Ler mais
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários