CGD diz que emissão de OTRV da semana passada teve “grande procura” entre os seus clientes

A CGD divulgou hoje que a Oferta Pública de Subscrição de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável que terminou na semana passada registou “uma grande procura” entre os seus clientes, que investiram 340 milhões de euros na operação.

Em comunicado, a Caixa Geral de Depósitos sinaliza ter sido a instituição bancária que mais clientes levou a subscrever a solução de investimento e poupança, representando cerca de 40% do total dos clientes bancários subscritores.

“A Caixa alcançou uma quota de 34,07%, tendo o montante investido pelos seus clientes atingido os 340 milhões de euros”, sinaliza.

A emissão de OTRV 2025 foi subscrita até 17 de Julho e com a taxa Euribor a seis meses acrescida de 1% (Taxa Anual Nominal Bruta), com uma taxa de juro mínima de 1% (Taxa Anual Nominal Bruta), sujeita ao regime fiscal em vigor no momento do pagamento, bem como a comissões e outros encargos e tem como data de reembolso o dia 23 de julho de 2025.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) decidiu duplicar para 1.000 milhões de euros o valor global da emissão de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV), dirigida ao público em geral, depois de ter inicialmente anunciado que ia emitir 500 milhões de euros.

Segundo a informação divulgada pela Euronext Lisboa na semana passada, a operação de OTRV foi subscrita por mais de 62 mil pessoas.

A procura superou a oferta em 1,75 vezes, refere a informação hoje divulgada, tendo sido dadas e satisfeitas 62.041 ordens de compra. Ou seja, houve mais de 62 mil pessoas a investirem nestes títulos de dívida pública.

Ler mais
Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários