Combustíveis: Regulador vai fiscalizar aumentos durante a greve de motoristas

A ENSE considera que uma vez decretada a crise energética devido à greve dos camionistas de matérias perigosas, tal implica a implementação de condições excecionais para abastecimento dos postos de combustível em território nacional.

A ENSE – Entidade Nacional para o Setor Energético garante que irá proceder a uma monitorização aprofundada da forma de evolução do preço de venda ao público dos combustíveis a partir do próximo dia 12 de agosto, data para que está agendada a greve de motoristas de sindicatos de matérias perigosas filiados em três sindicatos.

“Tendo em conta o pré-aviso de greve, que prevê a paralisação dos motoristas de matérias perigosas a partir de dia 12 de agosto p.f., a Entidade Nacional para o
Setor Energético (ENSE), no âmbito das suas funções de fiscalização e supervisão do setor petrolífero nacional, nas próximas semanas efetuará a monitorização de forma aprofundada da evolução dos preços médios de venda ao público dos combustíveis rodoviários registados junto do balcão único”, garante um comunicado da entidade reguladora divulgado há minutos.

Segundo esse comunicado, assinado pelo presidente da ENSE, Filipe Meirinho, “apesar de estarmos num setor que se caracteriza por ser um mercado livre e onde a fixação de preços é da responsabilidade de cada operador, o certo é que, decretada a crise energética, tal implica a implementação de condições excecionais para abastecimento dos postos de combustível em território nacional”.

“Esta realidade não pode fundamentar, por si só, o aumento dos preços dos combustíveis, sendo exigível, por parte da ENSE o especial acompanhamento sobre a evolução deste importante indicador para os consumidores”, avisa a entidade reguladora.

O regulador adianta ainda que, além de continuar a ser disponibilizada diariamente no seu ‘site’ a evolução do preço médio diário comparando com o preço de referência da ENSE, “esta entidade publica procederá, adicionalmente, à monitorização dos preços médios por distrito e uma avaliação diária dos preços praticados pelos postos de Portugal continental, e, ainda, à identificação (no site oficial) dos postos de abastecimento que procedem ao aumento dos preços, sem qualquer justificação que não sejam as condições de mercado”.

Relacionadas

Motoristas respondem a Marcelo: “Antes de chegar a estes meios, foram tentados outros”

Pedro Pardal Henriques, vice-presidente do SNMMP, disse ainda que os motoristas não concordaram com a providência cautelar apresentada por cinco empresas de transporte.

“Os meios começam a comprometer os fins”. Portugueses podem ficar contra os motoristas, avisa Marcelo

O Presidente da República abordou a greve dos motoristas de 12 de agosto, referindo que “é sempre uma pena quando havendo boas razões a defender, essas razões são perdidas ou comprometidas por causa do excesso de meios utilizados”.

Greve de motoristas: Cinco empresas põem providência cautelar a pedir ilegalidade da greve

O advogado não quis identificar as empresas que metem a ação, referindo apenas que são de diferentes dimensões, sendo três empresas de matérias perigosas (combustíveis, explosivos e gás e outras matérias perigosas) e duas empresas de carga geral (uma que atua sobretudo no setor da distribuição e outra em contentores e atividade portuária).
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários