Comitiva russa visita ativos da Baía do Tejo e avalia possibilidades de investimento

Uma comitiva russa está a visitar diversos locais em Portugal, em particular os territórios geridos pela Baía do Tejo, com o objetivo de analisar possíveis possibilidade de investimento no país.

Os responsáveis de várias entidades oficiais e diversas empresas associadas da Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia estão presentes na visita que começou por dar a conhecer os ativos da Baía do Tejo e o contexto em que os mesmos estão sediados nos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal, incluindo também uma visita ao parque empresarial de Estarreja, no norte do país, disse à agência Lusa fonte da empresa.

A Baía do Tejo, empresa do universo Parpública, tem a responsabilidade dos territórios das antigas áreas industriais do Barreiro, Seixal e Almada, mas também do parque empresarial de Estarreja.

“Este é um primeiro momento, mas esperamos até ao final do ano voltar com um conjunto de empresas mais extenso e de áreas mais diversas. É importante perceber o ambiente económico e o mercado português”, disse Dmitry Bulatov, um dos responsáveis da comitiva russa, citado em comunicado pela Baía do Tejo.

Segundo o documento, enviado à Lusa, as entidades russas estão a “perspetivar a possibilidade de instalar unidades de produção em Portugal e fazer daqui a base da operação para chegar a outros mercados”.

Esta visita surge na sequência da presença em Moscovo de uma delegação da Baía do Tejo, onde se estreitaram relações com as Câmaras de Comércio e Indústria de Moscovo e da Federação da Rússia.

Na ocasião foram assinados três protocolos com entidades ligadas à Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia. As entidades são a National Guild of Producers and Importers, a National Union of Food Exporters e a Russian-Portuguese Business Council of Chamber of Commerce and industry of the Russian Federation.

Foi ainda assinado um memorando de entendimento com a Câmara de Comércio e Indústria de Moscovo, que representa cerca de 3.500 associados.

Ler mais
Relacionadas

Negócio de 59 mil milhões de euros. Bruxelas autoriza aquisição da Monsanto pela Bayer

A Comissão Europeia anunciou que a Bayer pode adquirir a Monsanto, desde que a farmacêutica cumpra certas condições para preservar o setor. Uma das condições impostas é a venda parcial do negócio de herbicidas e sementes à BASF por 5,9 mil milhões de euros.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários