Competição entre gigantes tecnológicas acelera economia global

Grande parte da recuperação do capex mundial está relacionada com a crescente produção de smartphones e veículos elétricos. Empresas como a Apple e a Samsung destacam-se no investimento em inovação.

As gigantes tecnológicas debatem-se pela mais recente inovação e desenvolvimento, injetando grandes quantias em investigação. Os países desenvolvidos – com os Estados Unidos e o Japão à cabeça – lideram o investimento das empresas no setor, mas a tendência está a estender-se aos mercados emergentes.

“Estamos a passar de crescimento sincronizado para capex sincronizado”, afirmou Chetan Ahya, co-head de economias globais do Morgan Stanley em Hong Kong, em declarações à agência Bloomberg. O indicador mundial (excluindo a China) definido pelo banco está em máximos desde 2011.

As empresas estão a aumentar o investimento para acompanhar a evolução da procura, dando mais um incentivo à aceleração do crescimento económico global. Os analistas consultados pela agência Bloomberg consideram, no entanto, que a tendência poderá não ser momentânea já que também a produtividade e os salários são impulsionados.

Grande parte da recuperação do capex está relacionada com a crescente produção de smartphones e veículos elétricos. Uma onda de desenvolvimentos da Apple Inc. e da Samsung Electronics Co. está a estimular a procura na indústria de semicondutores, onde se estima que o capex global cresça quase 30% nos próximos 12 meses, de acordo com a Bloomberg Intelligence. Essa é uma grande vantagem para os exportadores orientados para tecnologia da Ásia, como o Japão, a Coreia do Sul ou Taiwan.

“A procura contida por todo o mundo não se vai esgotar proximamente. Mesmo que as taxas de juros globais comecem a subir, não subirão rápido o suficiente este ano para engasgar o investimento. Esta recuperação do investimento é bastante sustentada”, acrescentou Jay Bryson, economista global da Wells Fargo Securities LLC.

Relacionadas

Buffett tem 95 mil milhões de euros para gastar e procura ativos ‘atraentes’

Investidor norte-americano colocou a hipótese de comprar uma companhia aérea. Resultado: os preços dispararam de imediato. Mas, aos 87 anos, Buffett não parece ter pressa.

Olá, Apple, adeus, Facebook: Buffet e Soros revelam onde investem os seus milhões

O ‘oráculo de Omaha’ investiu na Apple apesar de não gostar de empresas tecnológicas; o investidor húngaro abandonou o Facebook.

Whatsapp, Viber e Apple iMessage ganham terreno

O setor das telecomunicações enfrenta atualmente a força das aplicações sem custos, ou com custos reduzidos, para o utilizador.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários