Conforama de Gaia ergue-se das cinzas e reabre em novembro

A loja da Conforama de Gaia, destruída num incêndio em fevereiro, reabre em novembro ampliada e com a recuperação de todos os postos de trabalho e integração de novos colaboradores, no total de 57 pessoas. Em nota, a empresa anuncia a reabertura da loja da Afurada, em Gaia “no próximo mês, dentro do prazo previsto” […]

A loja da Conforama de Gaia, destruída num incêndio em fevereiro, reabre em novembro ampliada e com a recuperação de todos os postos de trabalho e integração de novos colaboradores, no total de 57 pessoas.

Em nota, a empresa anuncia a reabertura da loja da Afurada, em Gaia “no próximo mês, dentro do prazo previsto” desde que, a 12 de fevereiro, um fogo de grandes dimensões com início pelas 05:30 destruiu a loja e o armazém de móveis, que vende igualmente eletrodomésticos, têxteis e outros artigos para o lar.

A Conforama, que na altura do incêndio indicou empregar 40 pessoas, diz que a reabertura garante “a recuperação de todos os postos de trabalho aos trabalhadores que os ocupavam antes de ter encerrado”, bem como “a integração de novos colaboradores, num total de 57 postos de trabalho”.

Nesta reabertura, a loja de Gaia vai também ter um espaço maior, contando com “mais de 5100 metros quadrados de exposição”, diz a Conforama.

As instalações contavam antes com uma área de 12.057 metros quadrados, dividida por três pisos.

O diretor-geral da Conforama Ibérica, Manuel Estévez, relembra que, após o incidente, foi assumido “o compromisso com a região” de que “tudo seria feito para que, ainda este ano, os dias voltassem à normalidade, com os postos de trabalho restituídos e a oferta à população do Porto novamente respondida”.

“É esse compromisso que estamos agora a honrar”, vincou.

O Ministério Público acusou dos crimes de incêndio e de furto os três alegados autores do assalto às instalações da lojas de móveis da Conforama, em Gaia, na madrugada de 12 de fevereiro deste ano. De acordo com nota publicada no site da Procuradoria-Geral Distrital do Porto, cada um dos arguidos vai responder pela prática, em coautoria, de um crime de incêndio, explosões e outras condutas especialmente perigosas, um crime de furto qualificado na forma tentada e um crime de furto.

 

OJE/Lusa

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.