Crianças presas em gruta na Tailândia escrevem carta a familiares a dizer que estão bem

Os 12 jovens e o treinador de futebol presos numa caverna a norte da Tailândia há duas semanas conseguiram conversar com seus familiares através de cartas, onde dizem estar bem.

Foto: Marinha da Tailândia / Facebook / via AP Photo

As 12 crianças e o treinador de futebol presos numa gruta a norte da Tailândia há duas semanas conseguiram conversar com os familiares através de cartas, onde dizem estar bem.

“Mãe, pai eu amo-vos e ao meu irmãozinho também. Se sair, por favor, leve-me a um churrasco”, pede uma das crianças de nome Night, numa carta divulgada pelos socorristas.

A marinha tailandesa publicou este sábado várias mensagens no seu perfil do Facebook, onde se inclui uma carta do treinador aos pais: “Agradeço a todos o apoio moral, peço perdão a todos os pais”, escreveu o jovem de 25 anos.

O grupo composto por 12 adolescentes entre 11 e 16 anos e um adulto de 26 foi localizado na noite da última segunda-feira a cerca de 4 kms dentro da caverna, nove dias de intensa busca onde participaram mais de 1.300 pessoas.

Os militares, entre eles um médico e um psicólogo, têm cuidado das crianças com suplementos energéticos e vitaminas. Apesar de visivelmente magros, estes estão em bom estado de saúde.

Graças à ingestão de suplementos vitamínicos, o grupo recupera pouco a pouco as forças para a segunda fase: a saída da caverna localizada no parque natural Tham Luang-Khun Nam Nang Non.

Ler mais
Relacionadas

Elon Musk disponível para ajudar tailandeses presos num gruta

Elon Musk quer ajudar a resgatar os jovens tailandeses presos numa gruta
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários