Cristiano Ronaldo enfurece sul-coreanos. Fãs querem compensação por “angústia mental”

De acordo com o jornal, a ‘superestrela’ foi contratada para jogar durante 45 minutos no jogo contra a equipa sul-coreana, mas Ronaldo permaneceu no banco de substituição durante os 90 minutos que o jogo demorou a acabar.

Os fãs de Cristiano Ronaldo na Coreia do Sul estão a mostrar a sua contestação após o internacional português falhar a presença num jogo amigável da Juventus de pré-época, avança a BBC.

De acordo com o jornal, a ‘superestrela’ foi contratada para jogar durante 45 minutos no jogo contra a equipa sul-coreana, mas Ronaldo permaneceu no banco de substituição durante os 90 minutos que o jogo demorou a acabar. Os fãs de Cristiano Ronaldo que compraram um bilhete para ver o português, ficaram zangados com a falsa promessa e começaram a entoar o nome de Lionel Messi.

Um dia após o jogo acontecer, a imprensa internacional avança que alguns cidadãos sul coreanos querem contratar os serviços de uma empresa de advogados para dar entrada em tribunal com um processo. Estão a pedir uma compensação no valor de 53 euros por bilhete, ainda uma compensação de comissão e 762 mil euros como compensação por “angústia mental”.

“Normalmente, nestes casos, os queixosos recebem o preço dos bilhetes. Mas coloquei este caso como especial, porque a empresa [Juventus], por meio de propaganda enganosa aproveitou os fãs do astro futebolístico”, revelou um advogado da empresa contratada.

“Quanto à parte da angústia mental, gostaria de dizer que alguns deles são fãs estridentes, os verdadeiros fãs ávidos. Então, para eles, é muito doloroso porque idolatram Ronaldo e querem protegê-lo, mas eles não podem, dado a situação”, acrescentou o advogado.

“Por enquanto, temos dois demandantes que processaram a empresa, mas recebi muitas chamadas no dia de hoje e presumo que haverá mais 60 mil queixosos”, revelou.

A diretora-executivo, Robin Chang, da agência que organizou o jogo chorou em direto para a televisão e confirmou que o contrato acordado com a Juventus estipulava que Ronaldo aparecesse no jogo durante um mínimo de 45 minutos. A diretora da agência acrescentou que só descobriu que Ronaldo não ia cumprir o acordado com o clube perto de 10 minutos após o início da segunda metade.

“Quando fui discutir com o [Pavel] Nedved, o vice-presidente da Juventus, ele apenas disse ‘também queria que o Ronaldo corresse, mas ele não quer. Desculpe, não posso fazer nada'”, revelou. “Fiquei tão frustrada”, assumiu em entrevista.

A K-League, liga dos jogadores de futebol profissionais, revelou que foi enviada uma carta em forma de protesto para o campeonato italiano por a Juventus ter violado o contrato em questão.

Os fãs levaram o caso para as redes sociais, onde têm atacado Ronaldo. “Ele traiu uma audiência de 60 mil pessoas e diminuiu-nos”, admitiu um fã que esteve presente no jogo. “Já não sou fã do Ronaldo”, terminou por dizer.

Ler mais
Recomendadas

“Desconhecida Num Comboio”

Jenny Diski pinta-nos uma América tão fascinante quanto repelente. Eis a sugestão de leitura desta semana da livraria Palavra de Viajante

Anjos penduram asas. Desfile da Victoria’s Secret vai deixar de se realizar

O cancelamento do desfile foi anunciado pela manequim Shanina Shaik, mas ainda não foi confirmado oficialmente pela marca. A super-modelo portuguesa Sara Sampaio já desfilou por diversas vezes com as famosas asas de anjo.

Conheça por dentro o apartamento mais caro de sempre em Portugal

A imobiliária gerida por Claude Berda conseguiu vender o que é agora o apartamento mais caro de Lisboa, por 7,2 milhões de euros. Apesar do comprador não querer ser identificado, a empresa divulgou algumas imagens do que esperar do interior.
Comentários