Cuba prepara o fim da era Castro

Os cubanos elegem, este domingo, os 605 membros da Assembleia Nacional. Em Abril, o país escolhe o sucessor de Raúl Castro. Pela primeira vez em quase seis décadas, a presidência de Cuba recairá sobre alguém que não pertence à família Castro.

Foto DR

Os cubanos elegem, este domingo, os 605 membros da Assembleia Nacional. Em Abril, o país escolhe o sucessor de Raúl Castro.

Pela primeira vez em quase seis décadas, a presidência de Cuba recairá sobre alguém que não pertence à família Castro. Será o primeiro presidente cubano nascido depois da Revolução Cubana de 1959. Mais de 8 milhões de cubanos estão convocados para ratificar tanto os delegados das suas assembleias provinciais como os 605 nomes propostos para o Parlamento.

Nas últimas cinco décadas, Cuba foi comandada pelos irmãos Castro. Foi Raúl Castro quem estabeleceu o tempo limite de dois mandatos de cinco anos para um presidente ocupar o poder. Agora, com 86 anos cumpre seu segundo mandato e deve deixar a liderança do país, devendo ser substituído pelo primeiro vice-presidente, Miguel Díaz-Canel.

O engenheiro eletrónico de 57 anos já garantiu publicamente a continuidade do governo e a defesa da Revolução. Embora seja das fileiras do PCC, Díaz-Canel é apontado como um progressista em relação a temas como liberdade de imprensa, direitos de homossexuais e acesso à internet.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários