Culinária entre sabores e notas musicais

Experiências gastronómicas para um fim-de-semana diferente.

Lisboa
KITCHEN CHIADO
Está pensar num sítio novo para almoçar, jantar ou petiscar? Já é tarde e está com fome? Pode anotar o nome, Kitchen Chiado. Durante a semana está aberto das 12h às 00h30, sextas e sábados estende-se até às 2 da manhã. Inspirado na cozinha tradicional portuguesa, aposta muito nos petiscos, tábuas de queijos, pica-pau ou gambas à aguilho. Tem carne de qualidade, lombinhos de porco, bife à Kitchen, costelão de novilho. Se preferir peixe, tem bacalhau ou polvo à lagareiro e camarão tigre grelhado. Por fim, as sobremesas! Pode saborear bolo de chocolate com gelado de nata, a deliciosa waffle simples com açucar e canela ou chocolate e gelado. Ambiente perfeito para descontrair, facilmente se sentirá em casa.

Kitchen Chiado
Rua São Pedro de Alcântara 21
Horário: segunda-feira – quinta-feira 11h00-24h30; sexta-feira e sábado 11h00-02h00, encerra aos domingos
Preço: 30 euros para uma pessoa

JOSEPHINE BISTRÔ-BAR
Estilo vintage, nome francês, espaço simples com esplanada no largo, comida deliciosa e um brunch fantástico. Todas estas qualidades podem ser encontradas no Josephine Bistrô-Bar. Situa-se no Largo do Intendente e é um bistrô à francesa com um toque português ou, se quiser, uma tasca luso-francesa. Para quem está com muito apetite, sugerimos o famoso Hamburguer Josephine com chouriço, cebola frita, bacon, queijo, alface, tomate em pão especial da Mouraria, batata frita caseira e, se desejar, acrescente um ovo. Há várias opções para quem deseja petiscar algo rápido, como os nachos, bruschettas, saladas, omeletes, tostas. Destacamos a fabulosa Tosta de Cabra, com tomate, queijo de cabra francês, oregãos e mel. O menu inclui, também, opções vegetarianas e o delicioso brunch por 11 euros. Deixe o carro bem longe e venha passear até ao centro de Lisboa. Percorra as ruas onde as culturas se misturam, onde se ouvem muitas línguas diferentes, onde nasce a curiosidade e se criam relações.

Josephine Bistrô-Bar
Largo do Intendente 218
Horário: segunda-feira 17h-24h; terça-feira à quinta-feira 11h-24h00; sábado 10h30-02h00 e domingo 10h30-24h
Preço: 20 euros para duas pessoas

HARD ROCK CAFE LISBOA
Lembra-se do Cinema Condes? Com certeza que já ouviu a história e passou por lá muitas vezes. Hoje em dia, no antigo edifício do cinema reside o templo do rock e da música ao vivo. Já sabe do que é que estamos a falar, não sabe? Da cadeia internacional de restaurantes Hard Rock Cafe. Aqui manda o hambúrguer, o excelente cocktail e uma impressionante coleção de peças de diversos artistas internacionais e nacionais, o fascinante cadillac descapotável de 1959 que está pendurado na parede frontal e, claro, sempre, sempre boa música.
Mas o Hard Rock Cafe não tem apenas hambúrgueres. O menu é rico e diversificado, desde nachos, saladas, filetes de salmão, um grande e suculento bife de vazia, massa cavatappi com um molho de três queijos… Ainda não acabou! As sobremesas são de cair para o lado: a tarte de maça e nozes com gelado de baunilha e calda de caramelo, por exemplo, chega à sua mesa diretamente do forno, ainda bem quentinha.

Hard Rock Cafe Lisboa
Avenida da Liberdade 2
Horário: segunda-feira – quinta-feira 10h00-02h00; sexta feira – domingo 09h00-02h00
Preço: 50 euros para duas pessoas

Porto
PÁTEO DAS FLORES
Parece que faz parte da obra “Alice no País das Maravilhas”. Na rua das Flores esconde-se um edifício do século XVIII, um espaço requintado mas informal, com decoração entre o clássico e o rústico, e porto de abrigo de um mural de arte urbana de dez metros de altura. Dois artistas, que assinam Third & Mots, deram vida à fachada interior do edifício. E tem um pormenor inesperado. Para o encontrar terá mesmo de percorrer o corredor até chegar ao pátio do Páteo das Flores.
A carta de petiscos aproveita os ingredientes tradicionais portugueses e combina-os com receitas modernas, como o o tártaro de atum com molho de soja e groselhas ou uma francesinha em massa folhada. Dos pratos principais selecionamos o costeletão de boi com arroz de grelos e o lombo de atum com chutney de tomate, baunilha e agriões. Para terminar, aventure-se numa pavlova com frutos vermelhos ou pão de ló de Ovar.
Sozinho ou acompanhado, este espaço encantador irá passar a ser o seu escape do mundo real para o mundo de fantasia.

Páteo das Flores
Rua das Flores 135, Baixa
Horário: segunda-feira 19h30-23h00; terça-feira – sábado 12h30-23h00; encerra aos domingos
Preço: 30 euros para duas pessoas

SÃO JOÃO DA RIBEIRA
As novidades não param de surgir e a escolha começa a ser difícil. Por outro lado, o aborrecimento está fora de questão, pois há sempre algo novo para experimentar. Chegou a hora do restaurante São João da Ribeira, que abriu em janeiro deste ano. Está instalado no espaço de um antigo armazém de bacalhau, perto da típica e colorida Ribeira.
Sente-se e relaxe, está num ambiente acolhedor e elegante. Para abrir o apetite, comece por uma salada Waldorf ou um creme de legumes. A seguir vem o salmão com esparguette de legumes e molho de gengibre ou cachaço de porco preto a baixa temperatura com risotto de espargos e legumes. E não se esqueça de provar o cheesecake com frutos vermelhos.
Aqui reside a tradição da boa comida no coração do Porto.

São João da Ribeira
Rua de São João 112, Ribeira
Horário: terça-feira – domingo 12h00-15h00 e 18h30-22h30
Encerra: segunda-feira
Preço por pessoa: 45 euros para duas pessoas

cáBARé

“First we eat, then we do everything else” – é o lema e a frase em grande que irá encontrar neste espaço extravagante. Seja bem-vindo ao cáBARé!, onde pode vir jantar, ficar para tomar um copo e mostrar os seus dotes na pista de dança. Divide-se por dois pisos e quatro zonas: o bar, o lounge a céu aberto, o restaurante e ainda uma sala para jantares de grupo.
A carta é sublime e oferece opções para petiscar, como os ovos rotos com alheira e cogumelos ou o creme de abóbora com mascarpone. Há sugestões para pratos principais, tanto de peixe como de carne. Bacalhau com crosta de broa, bitoque de atum à portuguesa, risotto de rabo de boi, magret de pato com puré de batata doce. Mas não fica por aqui, depois do jantar tudo se transforma. Música, luzes, ação! Pode abrir a pista de dança e experimentar a lista de bebidas e cocktails. Entre gins, licores, vodkas, espumantes e sangrias.
“Willkommen! Bienvenue! Welcome! I’m Cabaret, Au Cabaret, To Cabaret!”
Venha, venha ao cáBARé!

Cábaré
Rua Conde de Vizela 149, Baixa
Horário: segunda-feira – quinta-feira 18h-24h; sexta-feira e sábado 19h-02h
Encerra: domingo
Preço: 40 euros para duas pessoas

Ler mais
Recomendadas

Carocha: Afinal, o carro do povo não morreu

Ao fim de oito décadas, o veículo que atravessou diversos momentos históricos chegou ao fim de uma longa estrada. O Carocha foi um símbolo do renascimento económico da Alemanha do pós-guerra e foi um sucesso de vendas nos Estados Unidos. Em Portugal, o espírito continua bem vivo: além de um hino, são vários os clubes e os colecionadores que guardam relgiosamente um modelo que pode valer mais de 100 mil euros.

Ângelo Girão: o comendador que mete medo aos avançados

Meses depois de ser campeão europeu de clubes pelo Sporting, realizou o sonho de tornar Portugal campeão mundial. O fim do jejum que durava desde 2003 deveu-se em grande parte ao guarda-redes de 29 anos que provou, uma vez mais, que não existe ninguém melhor a evitar que os sticks levem a bola para dentro da baliza. Os argentinos, espanhóis e italianos podem confirmá-lo.

Assembleia da República: Maioria absoluta masculina, acima dos 50 e recém-chegada

A XIII Legislatura, que está quase a terminar, não fica só marcada pela “geringonça”. Ao longo dos últimos quatro anos os portugueses foram representados por um Parlamento tão envelhecido quanto inexperiente no desempenho de funções. Aqui está a radiografia dos nossos deputados.
Comentários