Diretora de Comunicação da Casa Branca e fiel de Donald Trump demite-se

Hope Hicks foi a porta-voz da campanha eleitoral de Trump e permaneceu uma das suas assessoras mais fiéis.

Leah Millis/Reuters

A diretora de Comunicação da Casa Branca, Hope Hicks, uma das assessoras mais fiéis de Donald Trump, demitiu-se, noticia a AP, baseada em funcionários conhecedores da decisão, mas não autorizados em abordá-la publicamente.

A notícia acontece um dia depois de Hicks ter sido interrogada durante nove horas por uma comissão parlamentar que está a investigar a alegada interferência russa nas eleições presidenciais de 2016 e os eventuais contactos entre dirigentes da campanha de Trump e dirigentes russos.

Hicks admitiu à comissão de Informações da Câmara dos Representantes que tinha contado “mentiras inocentes” para proteger Trump. Mas assegurou que nunca mentiu sobre nada de relevante para a investigação relacionada com a Federação Russa.

Hicks foi a porta-voz da campanha eleitoral de Trump e permaneceu uma das suas assessoras mais fiéis.

Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários