Divulgado o anúncio do prédio de Robles para alojamento local

A imagem do anúncio de venda do prédio em Alfama, propriedade de Ricardo Robles e da irmã, foi divulgada este sábado pelo Observador.

Cristina Bernardo

O Observador publicou, este sábado, a imagem do anúncio de venda do prédio em Alfama de Ricardo Robles e da irmã.

Conforme deu conta o jornal Público, o imóvel esteve à venda com a descrição: os “apartamentos estão prontos para serem utilizados em short term rental”. Entretanto, a imagem do anúncio onde para além da fachada do edifício é também possível vislumbrar o interior foi divulgada pelo Observador. “No mesmo anúncio, que foi retirado da Web, é referida a ‘oportunidade única em área turística no coração de Lisboa”, escreve o jornal eletrónico.

O vereador do Bloco de Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa (CML) está envolto em polémica após o Jornal Económico ter dado conta, sexta-feira, que apesar de ser um dos mais ferozes críticos da especulação imobiliária, Ricardo Robles vai ganhar milhões com a venda de um prédio comprado em 2014 por 347 mil euros e que vale hoje 5,7 milhões de euros.

Relacionadas

Prédio de Ricardo Robles vandalizado

O polémico imóvel do vereador do BE, em Alfama, foi grafitado com slogans usados pelo partido. Numa das paredes terá sido pintada uma estrela com cabeça, a vermelho, criada em 1999, aquando da fundação do BE”.
Recomendadas

Marcelo aprova aumentos de 700 euros para juízes, mas critica fosso salarial face aos polícias e militares

Marcelo Rebelo de Sousa destaca que os juízes, e membros de autoridades reguladoras e de supervisão a entidades públicas empresariais e empresas públicas, passando por outras entidades administrativas, já estão com salários mais elevados do que o primeiro-ministro. O Presidente exige que a desigualdade salarial seja “encarada na próxima legislatura”.

Incêndios florestais caíram 26% este ano face a 2018

“Estamos, até hoje, com 6.800 incêndios desde o início do ano, o que significa que temos um número de incêndios 36% inferior à média dos últimos dez anos. E uma área ardida 42% inferior à média dos últimos dez anos”, sublinhou Eduardo Cabrita.

Proteção Civil tem reservas de combustível para “mais de dois meses”

Apesar de garantir que existem reservas para mais de dois meses, Eduardo Cabrita sublinha que as prioridades têm de ser asseguradas quando se fala numa dificuldade de distribuição.
Comentários