E se um elevador não tivesse cabos e se movimentasse na horizontal?

A thyssenkrupp apresenta o MULTI, na recém-inaugurada torre de 246 metros, em Rottweil, na Alemanha. O primeiro elevador do mundo sem cabos reduz até 60% os picos de energia necessários para o seu funcionamento.  

MULTI é o primeiro elevador do mundo sem cabos que se desloca na horizontal e na vertical

Em vez de uma cabine por calha a movimentar-se para cima e para baixo, o MULTI oferece múltiplas cabines em loop, como um sistema de paternoster dentro de um edifício. Sem cabos associados, o MULTI funciona através de um sistema seguro de travagem a vários níveis, de um sistema de dados wireless e de uma gestão eficaz da energia das cabinas.

Esta inauguração servirá também para anunciar o primeiro cliente do MULTI, a OVG Real Estate. Em parceria com a thyssenkrupp, vários sistemas MULTI serão instalados na nova East Side Tower, em Berlim. A OVG é conhecida pelos seus projetos de ponta, como o projeto The Edge, que ganhou o título de edifício de escritórios mais sustentável do mundo.

No evento que decorre hoje, vão estar presentes cerca de 200 representantes da indústria da construção, arquitetos e engenheiros de todo o mundo, e ainda participantes como Andreas Schierenbeck, CEO da thyssenkrupp Elevator; Coen van Oostrom, CEO da OVG Real Estate, e Antony Wood, Executive Director do Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH).

Este elevador oferece uma capacidade extra de até 50% na capacidade de transporte e reduz até 60% os picos de energia necessários, quando comparados com os sistemas de elevadores convencionais. Estes dois fatores representam uma melhoria significativa para os arranha-céus.

O MULTI exige menos e mais pequenos veios que os elevadores convencionais, o que permite aumentar até 25% a área útil dos edifícios, e um acréscimo adicional de espaço arrendável. Este dado é particularmente relevante quando sabemos que, hoje em dia, um elevador ou uma escada podem ocupar até 40%  do espaço de um prédio, dependendo da altura do edifício.

 

 

 

 

 

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários