“e-Toupeira”: Paulo Gonçalves sai em liberdade, mas proibido de contactar arguidos

O assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, ficou esta quarta-feira proibido de contactar com os outros arguidos do processo “e-Toupeira”, de acordo com o despacho da juíza Cláudia Pina. O outro detido no processo, José Silva, funcionário do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, a trabalhar no departamento de informática dos tribunais de […]

O assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, ficou esta quarta-feira proibido de contactar com os outros arguidos do processo “e-Toupeira”, de acordo com o despacho da juíza Cláudia Pina.

O outro detido no processo, José Silva, funcionário do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, a trabalhar no departamento de informática dos tribunais de Fafe e Guimarães, está indiciado por corrupção passiva e ficou em prisão preventiva.

Na terça-feira, a Polícia Judiciária deteve José Silva e Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, no âmbito da “Operação e-Toupeira”, que investiga suspeitas dos “crimes de corrupção passiva, corrupção activa, violação do segredo de justiça, favorecimento pessoal e falsidade informática”, segundo informou a Procuradoria-geral Distrital de Lisboa.

A “Operação e-Toupeira” foi feita através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) e no âmbito de um inquérito que corre termos no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

As autoridades perseguem a comprovação de indícios da “prática de acessos por funcionários a diversos inquéritos em segredo de justiça para obtenção de informação sobre diligências em curso, informações que eram depois transmitidas a assessor da administração de uma sociedade anónima desportiva a troco de vantagens”, segundo a rocuradoria-geral Distrital de Lisboa.

Na terça-feira, foram cumpridos seis mandados de buscas domiciliárias, um “mandado de busca a gabinete de advogado” – no caso, Paulo Gonçalves – e 21 mandados de buscas não domiciliárias. Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) informa que a operação envolveu cerca de 50 elementos da PJ – incluindo inspetores e peritos informáticos –, um juiz de instrução criminal e dois procuradores-adjuntos do Ministério Público. Foram realizadas 30 buscas nas áreas do Porto, Fafe, Guimarães, Santarém e Lisboa, “que levaram à apreensão de relevantes elementos probatórios”, refere.

Além de Paulo Gonçalves, foi também detido um funcionário do Instituto de Gestão Financeira de Equipamentos e da Justiça (IGFEJ) e constituídos diversos arguidos, em número que não foi possível confirmar.

Ler mais
Relacionadas

Títulos do Benfica seguem estáveis na bolsa de Lisboa, um dia depois da “Operação e-Toupeira”

Os títulos da Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD seguem com uma subida muito ligeira de 0,36%, para 1,375 euros, na sessão bolsita desta quarta-feira, um dia depois da detenção do responsável pelo departamento jurídico do clube, por suspeitas de corrupção.

Paulo Gonçalves: oito títulos de campeão nacional em três clubes diferentes

Na carreira, feita por passagens pelo Futebol Clube do Porto, primeiro, depois pelo Boavista Futebol Clube e, agora, pelo Benfica, Paulo Gonçalves viu as principais equipas de futebol profissional dos clubes com que colaborava ganharem um total de 23 troféus.

Problemas com a justiça podem afetar a marca Benfica?

Em 2016, a marca benfiquista ainda constava entre as principais 50 marcas mais valiosas do mundo, integrando o grupo na 47.ª posição.

Saiba aqui quais são os processos judiciais que envolvem o Benfica

Processos já levaram a buscas no Estádio da Luz por três vezes, só este ano. As últimas foram esta terça feira no âmbito da “Operação e-Toupeira”, que levou à detenção de Paulo Gonçalves, diretor do departamento jurídico do Sport Lisboa e Benfica.

“Operação e-Toupeira”: Benfica quer reunião urgente com a PGR

A Sport Lisboa e Benfica SAD confirmou que a Polícia Judiciária (PJ) fez esta terça-feira buscas nas suas instalações, reitera a “total disponibilidade em colaborar com as autoridades” e diz que vai pedir uma reunião urgente com a procuradora-geral da República.
Recomendadas

Arranca hoje a corrida do FC Porto pela Champions de olho em encaixe de 44 milhões

Sérgio Conceição e os seus homens estão a, pelo menos, 360 minutos de distância de poderem engordar a conta bancária dos azuis e brancos de forma generosa. Este encaixe financeiro é visto como fundamental pela SAD portista. 

Benfica celebra parceria com Placard por três anos

O Sport Lisboa e Benfica acaba de celebrar uma parceria com o Placard.pt que, nos próximos três anos, será o patrocinador oficial de apostas desportivas do clube. Segundo um comunicado do clube da Luz, “o Placard.pt marcará presença relevante tanto no ‘site’ oficial, como nas várias plataformas digitais do Benfica, sendo que ambas as entidades […]

Estádio do Estrela da Amadora na Reboleira vai a leilão por seis milhões de euros

No decorrer de um processo de insolvência do Estrela da Amadora, foi fundado um novo clube, o Clube Desportivo Estrela, que usa as instalações da Reboleira.
Comentários