EatTasty anuncia ronda de investimento de 1,1 milhões de euros

O fundo de venture capital Indico Capital Partners adiciona ao seu portefólio empresa com conceito inovador de comida online.

A ronda Seed de 1,1 milhões de euros pretende consolidar a presença em Espanha depois da empresa se ter lançado com sucesso em Lisboa e Madrid. O investimento, liderado pela Indico teve como co-investidores o Grupo Ibersol, um dos líderes Ibéricos de fast food, e grupos de Business Angels como a Shilling Capital Partners, a Singularity Capital e a Olisipo Way entre outros.

O conceito dark kitchen, que tem vindo a ganhar expressão em algumas capitais mundiais, pretende otimizar a utilização de cozinhas para efeitos de venda online e posterior entrega de comida. No caso da EatTasty, são as cozinhas dos restaurantes, pouco utilizadas antes da hora de almoço, que são utilizadas para produzir as refeições desenhadas em conjunto com a EatTasty, tendo o conceito sido um sucesso com empresas desde o seu lançamento em Lisboa. A ronda atual permitirá à empresa expandir de Madrid a outras cidades em Espanha.

Rui Costa, um dos co-fundadores da empresa em conjunto com Orlando Lopes, comentou que “concebemos um modelo de negócio que funciona e gera muita procura entre colaboradores de escritórios, mas também de donos de restaurantes que pretendem rentabilizar as suas cozinhas. Atualmente a maior parte das nossas cozinhas já prepara mais de 150 refeições por dia. As refeições são desenhadas para entrega, têm um custo muito mais baixo do que as de outras empresas de entrega de comida online e são obviamente feitas para serem deliciosas. Esta ronda foi desenhada pela Indico e temos ainda vários outros bons investidores pelo que não temos dúvidas que vamos crescer ainda mais rapidamente de agora em diante”.

Stephan Morais, co-fundador da Indico com Ricardo Torgal e Cristina Fonseca, e líder do fundo refere que “os resultados e as margens da EatTasty são muito encorajadores devido à forma como a empresa gere as suas operações. Há cada vez mais colaboradores de escritórios a optar por receber a sua comida no local de trabalho e como os pedidos podem ser feitos até às 12h, a comida chega ao escritório, mas a um preço sensivelmente de metade das outras empresas de comida online. Trazer comida de casa por exemplo deixa de fazer sentido com este tipo de oferta. Estamos bastante contentes por termos sido escolhidos para apoiar mais uma grande dupla de empreendedores.”

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários