EDP Brasil compra 14,5% da CELESC e lançará OPA para até 33,6%

No seguimento da compra dos 14,46%, a EDP Brasil, liderada por Miguel Setas, está em vias de obter autorização para a realização de uma oferta pública de aquisição voluntária para até 32% das acções preferenciais da CELESC por um preço de 27 reais (6,69 euros) por acção.

A EDP – Energias do Brasil, detida em 51% pela EDP, anunciou hoje ao mercado que, no seguimento do comunicado de 19 de Dezembro de 2017, concluiu a aquisição à Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil – Previ de 33,1% das acções ordinárias e 1,9% das acções preferenciais da Centrais Elétricas de Santa Catarina  – CELESC .

Este conjunto de ações corresponde a 14,46% do total das ações da CELESC e o preço da operação foi de 244 milhões de reais (60,5 milhões de euros).

No seguimento dessa operação, a EDP Brasil, liderada por Miguel Setas, está em vias de obter autorização para a realização de uma oferta pública de aquisição voluntária para até 32% das acções preferenciais da CELESC por um preço de 27 reais (6,69 euros) por acção.

A OPA implica um investimento total potencial de 199 milhões de reais (49,32 milhões de euros) e corresponde a 19,1% do total das ações da CELESC.

“Caso a oferta atinja todo o seu potencial, a EDPB passará a deter uma participação de 33,6% do capital da CELESC, reforçando assim o seu foco nas redes reguladas, não só no segmento da distribuição, mas também na transmissão, segmento onde está a desenvolver várias linhas, uma das quais em parceria com a CELESC”, diz a empresa no comunicado publicado na CMVM.

Relacionadas

EDP rejeita qualquer hipótese de negligência nos fogos de outubro

Causa do fogo que começou a 15 de outubro na Lousã e se espalhou a nove concelhos é negligente e tem como ponto de origem as linhas elétricas, diz o relatório da comissão técnica independente. “não ocorreu qualquer incêndio associado a queda de árvores sobre a rede na zona da Lousã”, responde a EDP.

Incêndios: negligência da EDP pode ter provocado um dos maiores fogos do ano

Segundo um documento que surge no relatório da Comissão Técnica Independente, que tem como fonte o Sistema de Gestão de Informação de Incêndios Florestais do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a causa do fogo que começou a 15 de outubro na Lousã e se espalhou a nove concelhos é negligente e tem como ponto de origem as linhas elétricas.
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários