Empresas russas interessadas em instalar-se em Portugal

Dmitry Bulatov, presidente da União Nacional de Exportadores Alimentares da Federação Russa, que está presente em Portugal numa missão empresarial, disse hoje que “este é um primeiro momento, mas esperamos até ao final do ano voltar com um conjunto de empresas mais extenso e de áreas mais diversas”,

Cristina Bernardo

Existem diversas empresas russas, em particular do setor agroalimentar, interessadas em instalar-se em Portugal, com unidades de produção, transformação, armazenagem ou distribuição.

“Este é um primeiro momento, mas esperamos até ao final do ano voltar com um conjunto de empresas mais extenso e de áreas mais diversas”, disse hoje Dmitry Bulatov, presidente da União Nacional de Exportadores Alimentares da Federação Russa, que está presente em Portugal numa missão empresarial.

Esta missão empresarial, que se irá prolongar até ao final da semana, tem estado a visitar os terrenos da Baía do Tejo, empresa do universo Parpública, nos concelhos de Almada, Barreiro e Seixal (Lisbon South Bay), estando também previstas deslocação aos terrenos da Quimiparque, em Estarreja (também geridos pela Baía do Tejo) e a várias unidades industriais localizadas no Centro e no norte do País.

Segundo um comunicado da Baía do Tejo, o principal interesse revelado pelas entidades russas presentes em Portugal “é perceber o ambiente económico e o mercado português”, de modo a perspetivarem a possibilidade de instalar unidades de produção de empresa russas em portugal e fazer daqui a base de operação para chegarem a outros mercados.

Esta visita da missão empresarial russa a Portugal vem na sequência da presença em Moscovo de uma delegação da Baía do Tejo, no passado mês de fevereiro, em que foi feita uma apresentação para cerca de 20 empresas russas de diversas áreas de atividade.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Makro reforça ligação a empresários de hotelaria e restauração

O objetivo da cadeia grossista é reforçar a relação com os seus clientes, donos de negócios próprios, dando visibilidade a empresários do setor hoteleiro e da restauração a nível nacional, de forma a promover a gastronomia em Portugal.

Produtores nacionais de carne fresca de aves já podem exportar para o Chile

O Ministério da Agricultura considera que este país sul-americano é um importante mercado, com um potencial de 17 milhões de consumidores, que recebe, pela primeira vez, exportações de carne fresca de aves nacionais.

Greve de motoristas: CAP defende “tratamento separado”

“Era preferível que não houvesse greve. Mas se houver greve, queremos que o setor da agricultura tem de ter um tratamento completamente separado”, defendeu há minutos, Eduardo Oliveira e Sousa, presidente da CAP – Confederação dos Agricultores de Portugal, em entrevista à SIC Notícias, sobre a greve dos camionistas de matérias perigosas agendada a partir […]
Comentários