Euribor negativa pode vir a dar descontos nos empréstimos à habitação

O Partido Socialista (PS) está disponível para viabilizar a proposta apresentada pelo Bloco de Esquerda (BE) há quase dois anos, mas a proposta só terá efeitos reais nos créditos contratados antes da crise.

Os bancos podem vir a ser obrigados a dar um desconto aos clientes para refletir integralmente a Euribor negativa nos empréstimos à habitação. O Partido Socialista (PS) está disponível para viabilizar a proposta apresentada pelo Bloco de Esquerda (BE) há quase dois anos, mas a proposta só terá efeitos reais nos créditos contratados antes da crise, avança o jornal “Público”.

O PS quer criar uma espécie de crédito de juros, que deixará de ter efeito quando as taxas de juro entrarem em valores positivos. Os termos em que este desconto será feito estão ainda em negociação, mas esta alteração legislativa deve aplicar-se a todos os contratos em vigor. A medida vai beneficiar sobretudo os clientes que têm contratos associados à Euribor a três e seis meses.

No entanto, esta só terá impacto real nos créditos contratados antes da crise, quando o setor da banca oferecia spreads (margem comercial do banco somada à Euribor) muito baixos, entre 0,25% e 0,30%.

As taxas Euribor estão negativas há cerca de três anos e as previsões apontam para que estas se mantenham, com pequenas variações, nos mesmos valores até ao final do ano. Em fevereiro, a Euribor a três meses estava em -0,328%, a de seis meses a 0,274% e a de 12 meses a 0,191%.

Relacionadas

Euribor negativas: Advogado escreve sobre (hipotética) remuneração do mutuário em empréstimos bancários

O advogado coordenador do departamento Financeiro da SRS Advogados, João Santos Carvalho, lançou este mês o livro “A (Hipotética) Remuneração do Mutuário. Efeitos das Taxas de Juro de Referência Negativas em Contratos de Crédito Bancário”. A obra analisa os efeitos decorrentes da entrada em terreno negativo das taxas Euribor nas operações de crédito bancário.
Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários