Europac vende fábrica em Tânger por 40 milhões

Mercado marroquino deixar de ser estratégico para a Europac.

O acordo entre o Grupo Europac (Papeles y Cartones de Europa S.A.) e a International Paper Container Holdings (Spain), S.L. para a venda da fábrica de embalagem de Tânger chegou a bom porto, tendo o valor da transacção chegado aos 44 milhões de euros, depois dos ajustes do balanço. Este acordo teve a aprovação da autoridde da concorrência de Marrocos, avança

A operação representa para o Grupo  um benefício líquido consolidado  de 10 milhões de euros no exercício deste ano, depois dos investimentos realizados na construção e início da exploração do negócio, refere o Grupo em comunicado enviado às redações.

No âmbito de desenvolvimento, o Grupo Europac tem projectado o seu crescimento no mercado Espanhol ambicionando aumentar a sua quota de mercado, através de uma política comercial consistente e de uma estratégia integracionista.

Assim, enquadram-se a aquisição da fábrica de embalagem de Lucena (Córdoba), o projecto de investimento para duplicar a capacidade instalada da fábrica de embalagem de Dueñas (Palencia) ou o investimento previsto em três linhas de converting na fábrica de Alcolea de Cinca (Huesca) para transformar prancha de cartão em embalagens para o cliente final e aumentar a captação de valor e a ampliação da gama de papéis estucados na fábrica de Dueñas.

No que diz respeito à gestão de resíduos, o Europac adquiriu recentemente o Transcon , S.A., um centro de gestão de resíduos em Valladolid que irá permitir à empresa aumentar a sua oferta de serviços e entrar em novos sectores de actividade.

O presidente-executivo do Grupo Europac, José Miguel Isidro, expressou “vontade de crescer num mercado prioritário como Espanha, especialmente nas linhas de negócio de embalagem e recuperação de papel”.

No fecho do exercício de 2016 a facturação da fábrica de Tânger foi de 8 milhões de euros e um EBITDA negativo de 2 milhões de euros. Este ano, estava previsto um efeito marginal da operação de Marrocos no resultado consolidado da Europac.

Actualmente, o Grupo considera que o mercado marroquino deixou de ser estratégico devido à dificuldade em expandir a sua presença com novas instalações industriais devido ao crescimento da capacidade aumentada e ao anúncio de novos projectos.

José Miguel Isidro afirma que “por todos estes motivos, e também do ponto de vista de criação de valor para os accionistas”, torna-se aconselhável ao Grupo Europac a “ venda da fábrica de Tânger”.

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários