Existem explosivos de Tancos que ainda não foram descobertos

O Ministério-Público revela que ainda há material militar desaparecido, ao contrário do que foi divulgado pelo Exército. A Polícia Judiciária (PJ) já se encontra a investigar a PJ militar.

Ainda não foram encontrados todos os explosivos que desapareceram da base militar de Tancos. De acordo com o jornal “Expresso”, com base numa revelação feita pelo Ministério-Público (MP), que contraria as informações divulgadas pelo Exército.

Por forma a manter sob escuta os seis suspeitos do assalto a Tancos, os procuradores do MP que estão encarregados desta investigação referiram num recurso que ainda há granadas e explosivos que não foram devolvidos. O Ministério-Público salienta que a segurança do país está em perigo, enquanto os assaltantes não forem presos, dado que este material poderá ser usado em atentados terroristas, ou arrombar portas blindadas.

A 28 de junho de 2017 material de guerra dos paióis de Tancos foi roubado por um grupo de assaltantes. Granadas, lança-granadas e vários tipos de munições foram alguns dos materiais que desapareceram da base militar.

Relacionadas

Tancos: Presidente preocupado quer “esclarecimento cabal” sobre material roubado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reafirmou hoje “a exigência de esclarecimento cabal” do ocorrido com o desaparecimento de armamento em Tancos, há um ano, e manifestou “preocupação”.

Tancos: Marcelo reafirma “querer ver apurados os factos e os efeitos jurídicos e criminais”

Numa nota deixada na página da Presidência da República Portuguesa, é reforçado o papel fundamental do Ministério Público relativamente ao desaparecimento de material de guerra ocorrido em Tancos.

Tancos: Dois dos coronéis suspensos podem ser promovidos a general

Paulo Almeida, que comanda o Regimento de Engenharia nº1 em Tancos, e Ferreira Duarte, que lidera o Regimento de Infantaria 15, em Tomar, foram selecionados para fazerem parte do próximo curso de promoção a oficial general.
Recomendadas

Vistos gold: Investimento captado mais do que triplicou em julho para 98,2 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ mais do que triplicou (aumentou 276%) em julho, face ao período homólogo de 2018, para 98,2 milhões de euros, segundo contas feitas pela Lusa com base nos dados estatísticos do SEF.

Número de viciados em jogo online aumentou mais de 8% em Portugal

No espaço de seis meses, 38.600 pessoas pediram para ser impedidas de jogar online, mais 3.200 pessoas face a 2018, uma subida de 8,3%.

Avião de carga aterrou de emergência no aeroporto do Porto  

Um avião de carga com dois tripulantes fez hoje uma “aterragem de emergência” em segurança no aeroporto do Porto devido a um “problema no motor”, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.
Comentários