Famalicão expande teia de relações institucionais

Câmara e ISCAP celebram protocolo para promover a cooperação entre o mundo académico e empresarial.

O Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Instituto Politécnico do Porto (ISCAP) e o Município de Vila Nova de Famalicão iniciaram um processo de colaboração ativa com o objetivo de promover a cooperação entre o mundo académico e o mundo empresarial, tendo em vista o aperfeiçoamento das práticas e modelos de gestão e o aumento da performance das empresas e a consequente melhoria da competitividade num cenário de concorrência global.

O protocolo foi aprovado na última reunião do executivo municipal e assinado nos Paços do Concelho no âmbito de uma receção a duas dezenas de empresários da América Latina, participantes no 4.º Congresso Internacional da Academic International Network (ACINNET), numa organização do ISCAP que dedicou um dia de trabalho a Vila Nova de Famalicão com receção na autarquia pelo presidente da câmara, Paulo Cunha, e visitas à Leica, CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal e CeNTI – Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes.

O protocolo firmado tem também como objetivo geral a cooperação bilateral através da criação de um programa consistente de troca de informação empresarial entre as duas entidades e incidirá, de forma muito particular, sobre a América do Sul, Espanha e Portugal uma vez que, no âmbito da constituição do seu Conselho Empresarial, o ISCAP assume o papel de pivot em Portugal da Rede ACINNET que é constituída por Instituições de Ensino Superior com sede nestes países.

A procura e seleção, em cada país da Rede ACINNET, de projetos e iniciativas que possam conduzir a ações de cooperação conjunta, difusão e intercâmbio regular de informação sobre as atividades desenvolvidas pelas instituições, o apoio à organização, promoção, divulgação e participação mútua em certames de áreas de interesse, de acordo com a especialização produtiva da região, a participação em missões externas conjuntas e o apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores são alguns dos compromissos concretos assumidos pelas duas instituições no âmbito do protocolo.

“É uma aproximação que tende a dar bons frutos para ambos os lados”, referiu na cerimónia o diretor do ISCAP, António Abreu, enaltecendo as virtualidades de aproximação entre instituições de ensino, empresas e autarquias. Convicção partilhada pelo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, que vê nesta cooperação mais “uma janela de oportunidades para a afirmação do território no plano internacional e para a atração de novos investimentos para o concelho”.

Recomendadas

Como a Indústria 4.0 pode ajudar a criar a fábrica do futuro

A fábrica do futuro é o centro de uma cadeia de distribuição que combina clientes, fornecedores, distribuidores e parceiros com sistemas analíticos avançados. Isso pode levar a uma “produção perfeita” com o mínimo de tempo de inatividade, negligência, desperdício e ineficiência.

Sustentabilidade no investimento: menos risco, mais valor

Reduzir a quantidade de plásticos descartáveis ou viajar de comboio são duas formas de reduzir a nossa pegada ecológica. E no investimento, o que podemos fazer para reforçar a sustentabilidade?
Comentários