Familías estão a pagar 103 euros a mais no gás natural

Deco avisa para a taxa de ocupação do subsolo estar a ser refletida de forma indevida nas faturas há 18 meses e estima que desde janeiro de 2017, estejam a ser “cobrados abusiva e indevidamente” 3,25 milhões de euros por mês aos consumidores.

Estão a ser cobrados anualmente às familias portuguesas 103 euros a mais na fatura do gás natural, pela taxa de ocupação do subsolo, numa média mensal de 8,6 euros. O “Jornal de Notícias” (JN) dá conta na sua edição desta sexta-feira que esta taxa deveria ter deixado de ser paga pelos consumidores há um ano e meio.

Os dados são revelados pela Deco que estima que desde janeiro do ano passado estejam a ser “cobrados abusiva e indevidamente”, 3,25 milhões de euros por mês aos consumidores de gás natural, o que dá uma média de 2,5 euros por família, num total de 1,3 milhões de euros por casa.

O portal da defesa do consumidor exige que sejam devolvidos 58,5 milhões de euros pelos operadores das redes de distribuição de gás natural, na sequência de uma eventual ação judicial por cobrança indevida.

Se este valor fosse agora ressarcido cada família iria receber 45 euros, sendo que este número poderá variar entre os municípios devido às diferentes taxas de ocupação dos subsolos aplicadas.

Recomendadas

Saiba quais as medidas de segurança nos locais destinados à dança

É obrigatório ter serviço de vigilância com recurso a segurança privada, aplicável obrigatoriamente em espaços com lotação igual ou superior a 200 pessoas.

Está à procura de um sítio para ficar estas férias? Deco sugere Eco Hotel

Ao estar a selecionar a opção de ficar num alojamento Ecológico, está também a contribuir para garantir mais sustentabilidade e um meio ambiente muito melhor.
Comentários