Farfetch lança nova edição do programa PLUG-IN com 60 vagas para estágios remunerados

O programa destina-se a todos os recém-graduados, em áreas como engenharia e matemática, produto e design, e estão disponíveis 60 vagas, mais 60% do que na edição anterior.

José Neves, Farfetch

A empresa portuguesa de moda de luxo Farfetch vai avançar com a terceira edição do programa de estágios remunerados PLUG-IN. O programa destina-se a todos os recém-graduados, em áreas como engenharia e matemática, produto e design, e estão disponíveis 60 vagas, mais 60% do que na edição anterior.

“Estamos a falar de um programa que, desde o início, tem uma estrutura de mentoria e desenvolvimento dos participantes muito distintiva. Representa uma oportunidade única para os candidatos que podem ter a primeira experiência profissional, com um apoio muito próximo de experts nas respetivas áreas e, ao mesmo tempo, participar em projetos complexos e inovadores que estão a mudar a indústria”, afirma Ana Sousa, Talent and People Director da Farfetch em Portugal.

O programa vai ter início em setembro, nos escritórios da Farfetch em Lisboa, Porto e Braga, e terá uma duração de 6 meses. Nesta edição, além de serem procurados recém-licenciados das áreas de Engenharia e de Matemática, são também procurados candidatos para a área de Produto, na vertente de Design. A Farfetch proporciona “um programa de mentoria em tecnologia, em contexto real de desenvolvimento de projetos, com o acompanhamento de especialistas da empresa nas diferentes áreas”.

Tal como nas edições anteriores, os candidatos passam por um processo de seleção que inclui a análise do perfil, a resposta a desafios tecnológicos, o desempenho em dinâmicas de grupo e a entrevista final. Na última edição foram recebidas cerca de 500 candidaturas, tendo sido selecionados 36 estagiários. Destes 36, todos foram convidados para continuar na Farfetch depois do programa.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários