Fosun, Sonangol e EDP alinhados no BCP

Em carta enviada aos administradores do BCP os três acionistas assumem uma lista conjunta para os órgãos sociais. A comissão executiva será mais pequena.

Três acionistas do BCP, a Fosun (25,16%), a Sonangol (cerca de 19%) e a EDP (2,11%), escreveram esta semana uma carta conjunta aos administradores do banco, a anunciar que estabeleceram contactos com vista à apresentação de uma lista conjunta para os órgãos sociais, na próxima assembleia geral, que terá lugar em maio, apurou o Jornal Económico.

“Sem prejuízo da autonomia da decisão de cada um [dos três] acionistas, estamos disponíveis para subscrever uma lista conjunta para os órgãos sociais no novo mandado”, disseram os acionistas aos administradores. Na mesma carta, agradecem o contributo que o atual conselho de administração deu para o sucesso do banco. “A iniciativa foi muito bem recebida pelos administradores do BCP”, disse fonte próxima do processo.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Inovação e empreendedorismo

Há que aplicar as novas tecnologias à cadeia de valor de uma empresa para que esta possa fornecer a melhor resposta ao cliente, conhecendo e focando-se nas necessidades que este tem. Neste ponto as startups representam uma mais-valia.

CGD avalia ações contra gestores que aprovaram crédito a Vale do Lobo

Advogados da CGD estão a avaliar ações cíveis contra gestores da administração de Santos Ferreira que deram ‘luz verde’ a operação Vale do Lobo. Parecer é entregue após o verão para decisão final.

JP Morgan bem posicionado para liderar entrada em bolsa da WeWork

Dona da WeWork vai emitir obrigações até seis mil milhões de dólares e fontes próximas da empresa revelaram que a instituição financeira que montar esta operação poderá ter papel ativo na entrada em bolsa da WeWork.
Comentários