Fumaça muda de imagem e torna-se oficialmente um órgão de comunicação social

As mudanças anunciadas este sábado acontecem depois de a empresa ter conseguido financiamento de 80 mil euros, junto ​da Open Society Foundations.

 O site É Apenas Fumaça apresentou-se este sábado com um nome, imagem e formato renovados. Passa a chamar-se apenas ‘​Fumaça’ e apresenta-se oficialmente como órgão de comunicação social, ​registado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social. As mudanças acontecem depois de a associação proprietária do órgão de comunicação social, a Verde Memórias, ter conseguido financiamento de 80 mil euros, por parte ​da Open Society Foundations.

“O nome e cara do órgão de comunicação social são novos e o ​site também, mas o propósito mantém-se, inalterado: escrutinar a democracia, questionar as decisões políticas e ouvir representadas e representados, especialmente as camadas da população que têm menos voz, praticando um jornalismo independente, progressista e dissidente”, anunciou, em comunicado.

O projeto de jornalismo independente procura apresentar conteúdos de mais profundidade, sem a ditadura da rapidez e do imediatismo.

Até aqui, o áudio era o formato principal de apresentação das histórias. Pretendem continuar a fazê-lo, mas anunciaram querer dar mais relevo a outros formatos. O novo site adota uma configuração que permite uma maior versatilidade multimédia com o objetivo de conjugar vídeo, áudio, fotografia e texto.

Depois do verão, está programado o lançamento de um telejornal, online, focado nos temas da atualidade. Outro dos objetivos para o futuro é permitir que as pessoas que apoiam o Fumaça tenham acesso a conteúdos exclusivos ou em primeira-mão.

Fundado em junho de 2016, o Fumaça é produzido por Bernardo Afonso, Frederico Raposo, Maria Almeida, Pedro Miguel Santos, Pedro Zuzarte, Ricardo Esteves Ribeiro, Sofia Rocha, Tomás Pereira e Tomás Pinho.

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários