Fundo Cerberus vai apresentar plano de recuperação de 2 mil milhões à Oi

Plano do Cerberus envolve um investimento maior do que o apresentado anteriormente pelo egípcio Naguib Sawiris.

A operadora Oi, da Pharol, deverá receber até fevereiro um plano alternativo de recuperação por parte do fundo norte-americano Cerberus, especializado em investimento e empresas com dificuldades financeiras.

“O plano do Cerberus não está vinculado a um movimento de consolidação com a TIM. A proposta é que o Cerberus, junto com outros fundos de investimentos, faça um aporte primário (direto na companhia) de 2 mil milhões”, disse fonte próxima da operação.

O plano compreende uma injeção de capital de dois mil milhões de dólares na Oi nos próximos quatro anos, o que implica a diluição de participação dos acionistas, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo.

A Oi, que tem uma dívida declarada de 65 mil milhões de reais, atravessa um processo de recuperação judicial desde junho.

Além desta proposta, a operada já tinha recebido outra proposta alternativa de reestruturação por parte do empresário Naguib Sawiris, do Egito. Esta proposta foi apresentada em conjunto com os credores da Moelis.

Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários