Futuro Presidente do México anuncia corte no próprio salário

O Presidente eleito do México afirmou quer receber cerca de metade do vencimento que o seu antecessor auferia, assim que assumir o cargo em dezembro.

“O que nós queremos é que o orçamento chegue para toda a gente”, declarou Andres Manuel Lopez Obrador, aos jornalistas, no domingo.

López Obrador anunciou que vai receber 108 mil pesos por mês (4,885 mil euros) e que nenhum funcionário público vai poder ganhar mais do que o Presidente.

De acordo com a equipa que está a preparar a transição, o ainda Presidente mexicano, Enrique Pena Nieto, recebe 270 mil pesos por mês.

O Presidente eleito do México queria reduzir ainda mais o seu vencimento, mas revelou não querer causar mal-estar entre os futuros membros da sua equipa que, em alguns casos, deixaram cargos no setor privado e académico, que pagam melhor do que o que vão passar a receber quando ocuparem os cargos governativos.

As promessas eleitorais sobre a redução dos benefícios pagos pelos aos altos funcionários do governo, como motoristas, guarda-costas e seguro médico privado, foram reiteradas pelo ‘veterano’ da esquerda mexicana.

Na quarta-feira, Obrador já tinha anunciado a intenção de propor que a corrupção, o roubo de combustível e a fraude eleitoral se tornem crimes graves e que os acusados desses crimes não possam ser libertados sob fiança.

Lopez Obrador foi candidato às eleições presidenciais em 2006 e 2012. À terceira tentativa e com 64 anos, ‘AMLO’, como é vulgarmente tratado, conseguiu vencer as eleições, tornando-se assim Presidente do México, a segunda maior economia da América Latina.

Ler mais
Recomendadas

“Que Deus abençoe a memória daqueles em Toledo”. Trump engana-se no nome da cidade do massacre no Ohio

O presidente norte-americano referiu-se referiu a Toledo, e não a Dayton, nas suas observações sobre um dos recentes massacres onde morreram nove pessoas e outras 27 ficaram feridas.

A “Casa de Papel” na vida real: Assalto à Casa da Moeda do México leva dos cofres 50 milhões em menos de 4 minutos

Os assaltantes conseguiram desarmar um guarda e furar todas as barreiras de segurança até chegarem ao cofre de segurança, que estaria aberto. Em menos de quatro minutos, o grupo de homens roubou e fugiu do edifício sem que a polícia tivesse sequer chegado.

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.
Comentários