Gastos irregulares de cinco hospitais públicos sob suspeita

Inspeção-Geral das Atividades em Saúde realizou auditorias a cinco hospitais públicos e encontrou gastos irregulares no valor de 23,5 milhões de euros. 

Os gastos irregulares em cinco hospitais públicos, num valor total a rondar os 23,5 milhões, levou a Inspeção-Geral das Stividades em Saúde (IGAS) a propor ao Ministério da Saúde que chame os administradores hospitalares dessas cinco unidades a devolver as verbas, noticiou o “Correio da Manhã” este sábado, 4 de agosto.

O valor em causa foi apurado após a realização de auditorias pela IGAS, que estimou gastos superiores a 23 milhões de euros no uso de bens do Estado para fins pessoais, como, por exemplo, a utilização indevida de viaturas de serviço.

Em causa estará o uso indevido de viaturas de serviço para viagens a título pessoal cujos gastos foram incluídos, neste caso, nas despesas das administrações destes hospitais.

Recomendadas

“Dietas milagrosas” contrariam forma saudável de perder peso, alerta Deco

Para perder peso e manter a saúde, a dieta deve ser variada, eliminar os alimentos hipercalóricos, contemplar nunca menos de 1200 quilocalorias diárias (no caso das mulheres) e 1500 quilocalorias (no caso dos homens).

Saúde. Privados investem 750 milhões de euros na criação de 19 hospitais até 2020

O grande reforço da oferta privada é em Lisboa e no Porto. Mas também há uma aposta em novas regiões como na Madeira, Açores, Vila Real ou Viseu, de acordo com o presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada, Óscar Gaspar.

Médicos pedem escusa de responsabilidade por eventuais falhas nas maternidades

Os obstetras alegam que há fata de condições mínimas por causa de escalas incompletas. Em causa estão problemas no Hospital de Santa Maria e no Amadora-Sintra.
Comentários