Google quer ser o novo LinkedIn e lança-se na procura de emprego

Nova ferramenta vai disponibilizar aos utilizadores mais um mecanismo para encontrarem o trabalho que procuram.

Neil Hall/Reuters

No motor de busca Google procura-se tudo, incluindo emprego. A empresa multinacional prepara-se para levar a pesquisa ainda mais a sério e lançar-se no mercado da procura de emprego nos Estados Unidos da América, rivalizando com os principais players, como o LinkedIn, o CareerBuilder ou o Glassdoor.

Os cibernautas que utilizam plataformas online de procura de emprego vão passar a ter uma nova ferramenta para encontrarem a oferta adequada ao seu perfil: Google Jobs. A firma que detém a gigante tecnológica, Alphabet, apresentou esta terça-feira, 20 de junho, o novo recurso de pesquisa de trabalhos, que visa manter os visitantes no Google durante mais tempo, em vez de os encaminhar para outros sites de recrutamento.

O product manager deste serviço, Nick Zakrasek, considera que as mudanças vão melhorar a experiência de pesquisa de emprego, eliminando ofertas que já expiraram, listas duplicadas e informações irrelevantes. “A informação sobre oportunidades de emprego é diferente de qualquer outra informação que esteja na web. (…) Cada uma parece um post que a tua mãe fez no seu blog”, afirmou.

Por exemplo, quando escrevemos “emprego” neste motor de busca, surgem automaticamente sugestões como “Indeed”, “Net Empregos”, “Jobtide”- ou seja, sites alheios à empresa liderada por Pichai Sundararajan. Através do novo mecanismo, o Google vai conseguir que os internautas se desloquem diretamente ao separador Google Jobs, sem “abandonar” o motor.

O novo recurso vai listar publicações individuais de emprego numa caixa acima dos resultados tradicionais da pesquisa na web, com informação oriunda desses sites especializados [Glassdoor, LinkedIn, seção “Emprego” de várias empresas, etc.].

No início desta semana, a gigante tecnológica e o Youtube entraram na guerra contra o terrorismo através da implementação de quatro novas medidas que querem travar esses ataques e o conteúdo extremista online. As empresas querem alcançar uma maior e mais rápida solução para o problema que se coloca na sociedade atualmente – o terrorismo e movimentos extremistas. Para tal, uniram-se a governos, agentes de autoridade e grupos da sociedade civil ligados ao tema.

 

Ler mais
Recomendadas

Indústria Alimentar: o caminho da digitalização

No contexto da Indústria Alimentar, as organizações para se adaptarem necessitam de investir, e, atualmente, as tecnologias digitais chave passam pela: Robótica, Serviços móveis, Tecnologia Cloud, Internet-of-Things, Cibersegurança, Big Data e Analítica avançada, Impressão 3D, Inteligência Artificial e Social Media. Os consumidores, também eles cada vez mais nativos digitais, ditam tendências e as indústrias adaptam-se, quer […]

Japão testa drones que transportam pessoas para diminuir o trânsito

Os responsáveis pelo projeto apontam que os drones tripulados poderão ser uma solução para combater o trânsito: “O Japão é um país com uma densidade populacional muito elevada, e como tal, carros voadores poderão ser a solução para diminuir o trânsito no país”.

Procrastinação ou a coragem de mudar

É preciso saber e decidir sem vacilar. Caso contrário, faremos parte das fotos guardadas no baú. Para mais tarde recordar.
Comentários