Governo Regional regista excedente, receita fiscal sobe 2% e despesa desce 11,3%

A despesa do executivo madeirense teve uma quebra de 11,3% sendo que o passivo se situou nos 294,6 milhões de euros.

Até ao final de abril o Governo Regional registou um excedente avaliado em 23,8 milhões de euros o que representa uma melhoria de 90 milhões de euros face ao período homólogo. Nesse período existiu ainda uma subida na receita de 2% e uma quebra de 11,3% nas despesa. O passivo situou-se nos 294,6 milhões de euros, diz o boletim de execução orçamental da Direcção Regional do Orçamento e Tesouro (DROT).

A nível da receita destaca-se um crescimento na ordem dos 6,2% na componente fiscal e ainda uma quebra de 4,4% na componente não fiscal totalizando uma subida de 2% na receita do executivo madeirense.

“Este acréscimo da receita fiscal está associado ao desempenho positivo das componentes direta e indireta, refletindo, por um lado, o efeito da atual conjuntura de recuperação económica e de retoma do emprego”, diz o boletim de execução orçamental.

A diminuição dos encargos com as SCUT e com os juros são factores apontados pelo mesmo boletim que justificam uma descida das verbas relativas à despesa do Governo Regional.

De destacar que 52,8% da despesa do executivo regional foi canalizada para a área social sendo que 98 milhões de euros foram para a saúde e 94 milhões de euros para a educação, sublinha o documento.

Recomendadas

PremiumO Vinho Madeira que passa de geração em geração desde 1850

O maior desafio do Vinho Madeira é aumentar a produção das castas nobres Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia e Terrantez, e diminuir a produção da Tinta Negra, “que já é excessiva”, diz Pereira de Oliveira.

PremiumDireito ainda está “fora de questão” mas “poderia reter” estudantes na região

Para já, não está em cima da mesa a criação de uma licenciatura em Direito na UMa, mas o reitor José Carmo diz que o curso tem procura local.

PremiumO valor do patrocínio num evento como o Rali Vinho Madeira

O Rali Vinho Madeira é um evento que ao longo dos anos tem atraído milhares às estradas madeirenses. Mas nem só de público vive esta prova de desporto motorizado. O patrocínio é outras das vertentes que sustenta e ajuda a levar cada edição a bom porto. Entre os patrocinadores estão marcas e empresas como a MEO e o BPI.
Comentários